LINKS ENCOMENDADOS

terça-feira, 14 de abril de 2009

LESTE POTIGUAR

04 – MESSOREGIÃO DO LESTE POTIGUAR
16 – MICRORREGIÃO DO LITORAL NORDESTINO
1 – Maxaranguape

AMARO ALVES SATURNINO, natural da cidade do cabo-PE, nascido a 7 de dezembro de 1959, filho de Manoel Amaro Saturnino e de Maria José de Barros, casado com Albanita Tereza de Santana Saturnino, é pai de três filhos
2 – Pedra Grtande
3 – Pureza
4 – Taipu
Foi instalado em 26 de março de 1891 e o primeiro presidente da Intendência Municipal foi o Capitão Cândido Marcolino Monteiro, nomeado em 21 de março de 1891 e tomou posse em 26 de março do mesmo ano
5 – São Miguel do Gostoso
SÃO MIGUEL DO GOSTOSO
O Poder Executivo de SÃO MIGUEL DO GOSTOSO, criado pela Lei nº 6.452, de 16 DE JULHO de 1995 e foi originada de um plebiscito ralizado em 17 de setembro de 1995 e foi instalao em 1º de janeiro de 1997, com a posse do primeiro prefeito constitucional, senhor JOÃO WILSON TEIXEIRA NERI, eleito no pleito eleitoral realizado em 3 de outubro de 1996. O primeiro vice-prefeito foi a pessoa de Valdir Barbosa da Silva
PREFEITOS
1 – João Wilson Teixeira Neri
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Valdir Barbosa da Silva
2 – José Wilson Teixeira da Silva
Reeleito em 01/2000
Posse em 01/01/2001
3 – Miguel Rodrigues Teixeira
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005


6 – Rio do Fogo
RIO DO FOGO
O Poder Executivo de Caiçara do Norte, criado pela Lei nº 6.842, 21 DE DEZEMBRO DE 1995, CUJA Lei foi originada de um plebiscito ralizado em 17 de setembro de 1995 e foi instalao em 1º de janeiro de 1997, com a posse do primeiro prefeito constitucional, senhor Túlio Antonio de Paiva, eleito no pleito eleitoral realizado em 3 de outubro de 1996. O primeiro vice-prefeito foi a pessoa de Pedro Ribeiro da Silva
PREFEITOS
Túlio Antônio de Paiva
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Pedro Ribeiro da Silva
2 – Tulio Antonio de Paiva
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Francisco das Chagas Cruz.
3 – Francisco das Chagas Cruz
Posse em 2004, em virtude da renuncia do titular
4 – Francisco das Chagas Cruz
Reeleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005


7 – Touros
josemar frança - touros

17 – MICRORREGIÃO DE MACAÍBA
1 – Ceará Mirim

Edgar de Gouveia Varela
Eleito em 05/01/1958
VICE –João da FONSECA Silva Neto
Dr Rui Pereira Júnior – 15/11/1972
Edgar de Gouveia Varela
15/11/76
Vice – Helio Vem^^ancio Rodrigues
Roberto Varela 1982
Orione Barreto 88
Terezinha J. da Câmara de Melo
1992
Roberta Pereira Varela 1996
VICE – Sebastião Cruz
Maria Edinólia Câmara de Melo
Eleita em 01/01/2000
Maria Edinólia Câmara de Melo
Reeleita em 03/10/2004
Natural de João Câmara, filha de Jerônimo Câmara e de Maria Ester de França Câmara, casada com o ex-governador e ex-senador Geraldo José da Câmara Ferreira de Melo, Como primeira dama do Estado, no período de 31 de janeiro de 1987 a 31 de
CEARÁ MIRIM
Roberto Varela, natural de Ceará Mirim-RN, nascido a 4 de novembro de 1928 e faleceu em sua terra natal no 4 de outubro de 2006. Era filho de Rui Antunes Pereira (22/06/1902 – 22/04/1995). Foi deputado estadual e prefeito de Ceará Mirim em três mandatos, o qual foi eleito pela primeira vez e m 3 de outubro de 1952, quando venceu seu opositor, na pessoa do ex-interventor Ubaldo Bezerra de Melo. Em 15 de novembro de 1968 conquistou seu 2º mandato, e em 15 de novembro de 1982 foi eleito pela terceira vez, cujo mandato terminou em 1º de janeiro de 1989.
Roberto Varela teve atuações muito marcantes em sua época como prefeito e deputado estadual, porém, ao falecer de um infarto fulminante acontecido em sua fazenda Nascença, no município de Ceará Mirim em 4 de outubro de 2006, ainda continuava atuante

2 – Macaíba
MACAÍBA

FABRÍCIO Pedroza – Fundador da cidade de Macaíba, presidente da Intendência de Natal, comprador e exportador de açúcar e algodão para o exterior, através do Porto do Guarapes
FERNANDO GOMES PEDROSA, natural de Macaíba, nascido a 30 de março de 1886 e faleceu no Rio de Janeiro a 9 de março de 1936. Residiu no Rio de Janeiro, voltando a sua terra natal, mas precisamente para Baixa Verde, atual João Câmara e passou a estudar plantio de algodão em que se tornou um verdadeiro técnico. Fundou a casa copmercial Wharton Pedrosa em 1917, em Natal. Foi pioneiro na indústria do algodão no Rio Grande do Norte, racionalizando o financiamento das safras, selecionamento das sementes, renovação e modernização do maquinário, padronização dos tipos, etc. Em 1929 Fundou uma fábrica de óleo vegetais na povoação de São Romão, município de Angicos, que passou a ser distrito em 31 de outubro de 1937, através do Decreto nº 603/38 , atual cidade de Fernando Pedrosa, criada pela Lei nº 6.301, de 26 de junho de 1996, que teve como primeiro prefeito o senhor José Salviano da Cruz, eleito em 3 de outubro de 1997 e instalou ao município em 1º de janeiro de 1997. Fernando Pedrosa foi uma pessoa decisiva para que o povoado de São Romão se tornasse vila. Foi um dos fundadoreas do Aéreo-Clube e diplomou-se na primeira turma de pilotos de turismo. Em 11 de setembro de 1938 foi inaugurado seu busto em bronze numa praça na vila de Fernando Pedrosa
Monarquia
1 – Vicente de Andrade Lima – 01/01/1882
2 – Feliciano Ferreira de Lira – 01/01/1884
3 – Inácio Silva – 01/01/1885
REPÚBLICA VELHA
1 – Dr. Francisco de Paula Sales – 1890
2 – Major Manoel Joaquim Freire - 1890
3 – Luiz de Albuquerque Maranhão – 1891
4 – Antonio da Costa Alecrim – 1891
5 – Manoel Maurício Freire – 1895
Manoel Maurício Freire, natural de Macaíba, nascido no ano de 1850, filho do major Manoel Joaquim Freire e de Inêz Emiliana Freire. Foi político por quase meio século. Era grande proprietário de terras e o maior criador de Macaíba. Na segunda década do século XIX, possuía cerca de mil cabeças de rezes nas suas treze propriedades. Também era industrial, único a produzir, em sua terra natal, vinho de jabuticaba. Era irmão do desembargador José Teotônio Freire (18/02/1858 – 11/05/1994) e desfrutava de excelente conceito como político. Era austero e íntegro e possuía um carisma que consolidou seu domínio, por quase meio século. Faleceu no dia 04 de Outubro de 1927.
Manoel Maurício Freire administrou o município de Macaíba em seis períodos, não como prefeito, e sim, como presidente da Intendência Municipal, atual cargo de prefeito. Eis os períodos:
1 – de 01/01/1895 a 31/12/1895,
2 – de 01/01/1896 a 31/12/1898,
3 – de 01/01/1908 a 31/12/1910,
4 – de 01/01/1911 a 31/12/1913,
5 – de 01/01/1920 a 31/12/1922, e
6 – de 01/01/1923 a 31/12/1925.

6 – Aureliano Clementino de Medeiros – 1899
7 – Manoel Maurício Freire – 1907
8 – Prudente Gabriel da Costa Alecrim – 1914
9 – João Soares da Fonseca Lima – 1917
10 – Manoel Maurício Freire – 1920
11 – Dr. Cícero Aranha – 1926
PREFEITO CONSTITUCIONAL
= Almir Freire Marinho – 01/01/1929
PREFEITOS NOMEADOS
1 – Major Antonio de Andrade Lima – 10/10/1930
2 – Severino Raul Gadelha – 1931
3 – Teodorico Freire – 1933
4 – Estevam Alves Dantas de Araújo – 1933
5 – Teodorico Freire – 1934
6 – Estevão Alves Dantas de Araújo – 1934
7 – Alfredo Mesquita Filho – 1936
8 – Major Genésio Lopes da Silva – 1941
9 – João Meira Lima – 1945
10 – Antonio Lucas Lima – 1948
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS
1 – Luiz Cúrcio Marinho – 11/04/1948
2 – Dr. José Jorge Maciel – 30/03/1953
3 – Dr. Aldo da Fonseca Tinoco – 28/02/1958
4 – Dr. Alfredo Mesquita Filho – 31/03/1958
5 – MÔNICA Nóbrega Dantas – 31/03/1963
6 – Manoel Firmino de Medeiros – 15/9/1966
7 – Geraldo Pinheiro – 31/01/1969
8 – Valério Alfredo Mesquita – 31/01/1969
9 – Dr. Célio de Figueiredo Maia – 20/03/1975
10 – Silvan Silva – 31/01/1977
11 – Dr. Odileia Mércia da Costa Mesquita – 31/01/1983
Natural de Macaíba-RN, nascido a 26 de abril de 1951, casado com
12 – Mônica Dantas Seráfico – 01/01/1989
13 – Luiz Gonzaga Soares – 01/01/1997
14 – Fernando Cunha Lima Bezerra – 01/01/2001
15 – Fernando Cunha Lima Bezerra – reeleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Natal, nascido a 2 de outubro de 1960, filho de Wellington Xavier Gonçalves Bezerra e Arilda Cunha Lima Bezerra.

3 – Nísia Floresta
José de Araújo – 01/01/1873
Joaquim Freire 01/01/1922
ROQUE MARANHÃO – 01/01/1927
Roque Maranhão – 01/01/1929 – primeiro prefeito constitucional

Joaqiuim de Paiva – 1930
Vicente Elizio – 1937
Américo de Oliveira – 1945
Sandoval Ribeiro Dantas – 1948
José Ramires da Silva – 1953
José Dutra – 1958
Raimundo Ferreira – 1962
Wilson de Oliveira – 31/01/1 963
José Ramires da Silva 31/01/1969
Francisco Fabrício -31/1/1972
Almiir da Silva Leite 31/01/1977
Eleito em 15/11/1976
VICE – Antonio Marinho de Oliveira
George Ney Ferreira – 31/01/1983
Almir d Silva Leite – 01/01/1989
George Ney Ferreira – 01/01/1993
João Lourenço Neto
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – José Ramires da Silva
João Lourenço da Silva
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
GEORGE NEY FERREIRA
Eleito em 01/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Nísia Floresta, nascido a 2 de dezembro de 1950, filho de Clovis de Carvalho Ferreira e Maria de Carvalho Ferreiara. Casado com Rosângela Galisa de Vasconcelos , e pai de três filhos. Em 15 de novembro de 1982 foi eleito para o cargo de prefeito de sua terra natal. Em 3 de outubro de 1992 conquista seu segundo mandato e em 1º de outubro de 2004 é eleito pela terceira vez


4 – São Gonçalo do Amarante
SÃO GONÇALO DO AMARANTE

Interino
- Manoel Soares da Câmara – 01/01/1959
Constituciuonais
1 – Leonel Mesquita – 31/01/1960
2 – Francisco Potiguar Cavalcante – 31/01/1965
3 – Elia Barros – 31/01/1970
4 – Joaquim Victor de Holanda – 31/01/1973
5 – Hamilton Rodrigues Santiago – 31/01/1977
6 – Cícero Rodrigues de Souza – 31/01/1983
7 – Eliane Barros F. Cabral – 01/01/1989
8 – Hamilton Rodrigues Santiago – 01/01/1993
9 – Ivone de Freitas Viana – 01/01/1997
10 – Francisco Potiguar Cavalcante Júnior – 01/01/2001
11 – Jarbas Cavalcante de oliveira – 01/01/2005
Natural de São Gonçalo do Amarante, nascido a 23 de agosto de 1965, filho de Edvaldo Fernandes de Oliveira e de Ana Maria de Cavalcante Albuquerque.

5 – São José de Mipibu
Bernardo de Souza Coitinho 05/1/58
VICE – Jaime de Araújo Sales
José do C. Dantas 72
Janilson Ferreira 76
VICE – José Honório Barbalho
Lionel Luiz dos santos 82
Janilson Ferreira – 2ª vez 82
Arlindo Duarte Dantas 96
VICE – José Ferreira dos Santos
Arlindo Duarte Dantas
Reeleito em 01/10/2000
NORMA FERREIRA Caldas, natural de São José de Mipibu-RN, nascida a 15 de abril de 1964, filha do ex-prefeito Janilsom Ferreira e de Iolanda de Oliveira.
17 – MICRORREGIÃO DE NATAL
1 – Parnamirim
PARNAMIRIM
INTERINO
Ilson Santos de Oliveira
Posse em 01/02/1960
Constitucionais
1 – José Augusto Nunes – 01/02/1965
2 – Antenor Neves de Oliveira – 01/02/1970
Eleito em 15/11/1969
3 – Marcelino de Almeida Neto
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
4 – Antenor Neves de Oliveira
Eleito em 15/11/1976
Posse em 01/02/1977
5 – Sadi Mendes Sobreira
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
6 – Raimundo Marciano de Freitas
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
7 – Flávio Martins dos Santos
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
8 – Raimundo Marciano de Freitas
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Francisco Sales Cabral
9 – Agnelo Alves
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2000
10 – Agnelo Alves
Reeleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005

2 – Extremoz
EXTREMOZ
INTERINO
Manoel Varela do Nascimento (Barão de Ceará Mirim) - 27/7/1829
Gonçalo Ferreira da Rocha
Francisco Xavier de Souza
Felipe Varela Santiago
Francisco de Paula Soares da Câmara
Antonio Felix de Carvalho
José Francisco Xavier da Silva – 1833
Manaoel Varela do Nascimento – 1837
Joaquim José Pinto – 1841
Joaquim José Pinto – 1845
Manoel Teixeira da Silva – 1949
Padre Cândido José Coelho – 1852
Francisco de Paula Soares da Câmara – 1858
A última sessão de Extremoz se realizou a 22 de janeiro de 1857
PREFEITOS
1 – Daniel Pinheiro
Eleito em 1962
Posse em 31/03/1963
VICE – Sebastião Soares de Souza
2 – Cel José Franco Ribeiro
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
VICE – Sebastião Gonçalo de Lira
INTERVENTOR
- CEL Luiz Gonzaga de Paiva
3 – Major Miguel Dantas da Silva
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
VICE – Hunaldo Bilto da Costa
4 – Wellington Ribeiro
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Daniel Pinheiro da Silva
5 – João Soares de Souza
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/1/1983
VICE - Pedro Alves Pinheiro
6 – Walter Soares de Paula
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
VICE – Marcos Caetano
7 – Domingos Xavier de Oliveira Neto
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
VICE - Évio Oliveira de Farias
8 – Walter Soares de Paula
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Maria Lúcia
9 – Enilton Batista Trindade
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
10 – Enilton Batista Trindad
Reeleito em 03/10/20041
Posse em 01/01/2005
Natural de Pedro Avelino-RN, nascido a 29 de dezembro de 1962, filho de Sebastião Batista da Tridade e de José Lindalva da Trindade e casado com Renata Melo Trindade.


3 – Natal
Fabrício Gomes Pedroza

Olímpio Tavares
Romualdo Galvão - 1883
Vicente Inácio Pereira – 1886 – Primeiro médico natalense, natural de Ceará Mirim-RN, nascido a 8 de março de 1883 e faleceu em sua terra natal no dia 22 de novembro de 1888. Em 14 de fevereiro de 1879 assumiu o governo da Provícia do RIO Grande do Norte, como primeiro vice presidente
Teodósio Paiva
Joaquim Manoel Texeira - 1910

Manoel Dantas – Manoel Gomes de Medeiros Dantas, natural de Caicó-RN, nascido a 26 de abril de 1867. Em 30 de março de 1924 foi eleito presidente da Intendência Municipal de Natal, porém faleceu em 15 de junho do mesmo ano, passando o comando da intendência para seu genro Omar O’Grand. Manoel Dantas patrona da cadeira nº 26 da Academia Norte-riograndense de Letras.
Manoel Dantas

24/06/1924 - 10/11/1930 – Omar 0’GRAD
16/6/1931 – Dr. Gentil Ferreira de Souza
1931 - Pedro Dias Guimarães
1932-1933 - Sandoval Calvalcante
9/9/33 – Miguel Bilro
3/10/1933 – Pedro Dias Guimarães
1933 - Anibal Martins Ferreira
1935 – GENTIL FERREIRA – 2ª VEZ
3/1/1941 - Joaquim Inácio de Carvalho Filho
1942– Mário Eugênio Lima
Obs.: Mário Eugênio 915/5/1892 – 2/2//1965), como funcionário público assumiu o cargo de prefeito, em caráter interino, 14 vezes
1943 – JOSÉ AUGUSTO VARELA
13/2/1946 – Silvio Pizza Pedroza
1948 - Claudionor Telógio de Andrade
31/1/1951 – 0lavo João Galvão
23/1/1952 – Crezo Bezerra de Melo
31/8/1954 – Wilson de 0liveira Miranda
1/2/1955 – Djalma Maranhão – nomeado pelo Governador Silvio Pizza
1959- JOSÉ PINTO FREIRE
05/02/1960 – Djalma Maranhão, eleito em 3 de outubro de 1959
Vice – Raimundo Elpidio
Obs.: Em 02/04/1964 – Foram presos o prefeito Djalma Maranhão e o seu vice Luiz Gonzaga dos Santos, o Vereador Raimundo Elpídio assumiu, em caráter interino, a função de prefeito, mas tarde, ou seja, em 5 de abril , os vereadores elegeram, em definitivo, o Almirante Tertius César Pires de Lima Rabelo, como prefeito e Raimundo Elpidio, vice prefeito
02/04/1964 – Raimundo Elpidio, em caráter interino
5/4/1964 – Almirante Tertius César Pires de Lima Rabelo
31/1/1966 – Agnelo Alves
17/5/1969 – Ernani Alves da Silveira – assume o cargo de prefeito de Natal, em virtude do impedimento do titular
19/03/1971 – Ubiratan Pereira Galvão
26/2/1972 – Jorge Ivan Cacudo
31/1/1977 – Vauban Bezerra de Farias, natural de Serra Negra do Norte-RN, nascido no ano de 1924 e faleceu no dia 2 de abril de 2006. Engenheiro, formado pela Unoversidade Federal do Rio Grande do Norte. Foi prefeito de Natal no período de 31/1/1977 a 23 de março de 1979, em pena ditadura militar, indicado pelo então governador Tarcísio Maia e eleito indiretamente pela Câmara Municipal. Na sua gestão foram construídos o viaduto do Baldo e a pavimentação da avenida Prudente de Morais. Em 2003, quando o então prefeito de Serra Negra do Norte, Dilvan Monteiro da Nóbrega, foi afastado do cargo por determinação judicial, Vauban chegou a se candidatar a vice-prefeito para um mandato tampão pelo antigo POFL, atual Democratas, numa eleição que acabou não acontecendo.
Nos anos 60, Vauban Bezerra de Faria chegou a ser prefeito de Poço Branco, na região de Mato Grande, depois de trabalhar ba construção da barragem do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca – DENOC. Ele foi diretor do SENAI e exerceu o cargo de secretário estadual dos Transportes, ale, de ser conselheiros do Tribunal de Contas do Estado-TCE.
23/3/1979 – José Agripino Maia
14/5/1982 – Manoel Pereira dos Santos
17/3/1983 – Marcos César Formiga
31/1/1986 – Garibaldi Alves Filho
01/1/1989 - Vilma Maia de Faria
01/01/1993 – Aldo Fonseca Tinoco Filho
01/01/1997 – Vilma Maria de Faria Meira
01/01/2001 – Vilma Maria de Faria – reeleita
VILMA MARIA DE FARIA - NATAL
Mossoroense, nascida a 17/2/1945, na casa nº 1248, na avenida Rio Branco, Centro, em frente a antiga Estação Rodoviária e atual Estação das Artes “Elizeu Ventania”. Filha de Morton Maria Faria e de Francisca Sales Paraguai de Faria. Ex-esposa do ex-governador Lavoisier Maia. Em 1983 assumiu a Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social. Em 15/11/86, elegeu-se deputada federal (Constituinte), tendo sido a 1ª mulher potiguar a se eleger deputada federal, com 145 mil votos. Vilma teve atuação destacada na Assembléia Nacional Constituinte, quando foi escrita a atual Constituição Federal, promulgada em 5/10/1988. Em 15/11/1988 elegeu-se primeira mulher prefeita de Natal, cargo para a qual foi eleita novamente em 6/10/96 e reeleita em 1/10/2000. No início de abril de 2002, Vilma de Faria renuncia o cargo de prefeita da capital para disputar o governo do Estado, juntamente com seu companheiro de chapa, o deputado estadual Antônio Jácome (PSB). Para a surpresa dos potiguares, ela nas eleições de 6/10/2002 conquistou a 1ª colocação, vencendo as duas principais oligarquias do Rio Grande do Norte – Alves e Maia, ficando na frente dos candidatos Fernando Freire apoiado pela família Alves e Fernando Bezerra apoiado por José Agripino. No 2º turno, ocorrido em 27/10/2002, a mesma venceu Fernando Freire, com quase 300 mil votos. Nas eleições de 2004, Vilma de Faria sozinha elegeu seu candidato a prefeito de Natal, Carlos Eduardo. Naquele pleito eleitoral se juntam 5 ex-governadores: Aluízio Alves, José Agripino, Garibaldi Alves, Geraldo Melo e Fernando Freire na tentativa de derrotar a nossa governadora, mas todos sofreram uma fragorosa pisa de saia.
31/03/2002 – Carlos Alberto Alves – assume em virtude do afastamento da titular que se candidatou ao governo do estado
01/01/2005 – Carlos Eduardo Alves – reeleito
Carlos Eduardo Nunes Alves nasceu no Rio de Janeiro, em 5 de junho de 1959, mas desde os dois anos de idade mora em Natal. Voltou ao Rio de Janeiro para estudar e se formar em Direito pela Universidade Católica Santa Úrsula. Logo após se formar, Carlos Eduardo voltou a Natal onde iniciou sua atuação política.Eleito Deputado Estadual em 1986, por quatro legislações ocupou uma cadeira na Assembléia Legislativa, atuando como líder da oposição e, mais tarde, como líder do Governo naquela Casa. Como deputado apresentou diversos projetos que se transformaram em importantes leis.Entre eles, a limitação do uso de carros oficiais no RN. Criação da Defensoria Pública. Obrigação de realização de testes anti-AIDS em hospitais, maternidades e bancos de sangue, tanto públicos quanto privados. Obrigação de ocupantes de cargos em comissão no Estado de apresentarem publicamente declaração de rendas e bens ao assumirem seus postos.Criação do Parque Ecológico do Cabugi e da preservação da Zona Costeira, da Chapada do Apodi e da Serra do Martins. Obrigação de provisionamento de recursos para garantir o pagamento do 13º salário aos servidores do Estado. Criação do Fundo Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FUNDET) para custeio de estudos, programas e pesquisas.Em agosto de 1996, Carlos Eduardo assume a Secretaria Estadual do Interior, da Justiça e da Cidadania, mais tarde transformada em Secretaria do Trabalho, da Justiça e da Cidadania. Em três anos de atuação à frente da Secretaria, Carlos Eduardo dotou o Estado de um sistema penitenciário, implantando os três regimes jurídicos previstos em lei: fechado, semi-aberto e aberto.Para isso, construiu os presídios de Alcaçuz e Caicó, reformou e ampliou as penitenciárias Mário Negócio e João Chaves, edificou o Hospital de Custódia e a Casa Albergue, abrindo mais de mil vagas no sistema.Carlos Eduardo também esteve à frente do Sine/RN, promovendo diversos programas de qualificação e requalificação de mão-de-obra, que somente em 2000 beneficiou mais de 100 mil trabalhadores em todo o Rio Grande do Norte.No campo dos direitos do consumidor, Carlos Eduardo é responsável pela implantação do Procon no Estado, com a criação do Palácio da Cidadania, na Ribeira, e da Casa da Cidadania, na zona norte, ambas na capital. Um serviço que ultrapassa hoje o volume de 10 mil atendimentos mensais.
Em 2000 é eleito Vice-Prefeito de Natal. Em 2001, desliga-se do PMDB e ingressa no PSB. Com a renúncia da prefeita Wilma de Faria, em 5 de abril de 2002, para concorrer ao Governo do Estado, Carlos Eduardo assume o Palácio Felipe Camarão. Em outubro de 2004, foi reeleito Prefeito de Natal, com mandato até 2008.

19 – MICRORREGIÃO DO LITORAL SUL
1 – Arez
LÚCIA DE SOUZA
2 – Báia Formosa
3 – Canguaretama
CANGUARETAMA
Presidentes da Intendência:
1 – Tem Cel. José Costa Villar – 1890
2 – José Ignácio Pereira Lago - 1891
3 – 0lympio Tavares – 1891-1892
4 – Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão – 1893-1895
8 – Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão – 1896-1898 – reeleito
9 – Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão – 1899-1901
10 – Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão – 1902 – 1904
11 – Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão – 1905-1907
12 – Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão – 1908-1910
13 – Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão – 1911-1913
Somente um potiguar governou um município em sete períodos
Um filho de Amaro Barreto de Albuquerque Maranhão e irmão de quatro grandes ilustres potiguares: Amaro Barreto de Albuquerque Maranhão Filho (01/09/1855 – 26/06/1922), Pedro Velho de Albuquerque Maranhão (27/11/1856 -05/12/1907), Augusto Severo de Albuquerque Maranhão (11/01/1864 -12/05/1902) e Alberto Maranhão de Albuquerque (12/10/1872 – 01/02/1944), foi o único potiguar que governou um município em sete períodos. Estou me referindo a Fabrício Gomes de Albuquerque Maranhão, que exerceu o cargo de presidente da Intendência Municipal de Canguaretama - RN, por sete vezes, com mandatos de dois anos, porém, no período de 01/01/1893 a 31/12/1913, totalizando assim, 20 anos de administração, três menos que Chiquinho Germano, o qual, ao terminar seu 5º mandanto estará computando 23 anos exercendo o cargo de prefeito. Queremos ressaltar que o Coronel Fabrício Maranhão não foi eleito pelo voto popular, e sim pelos membros do Conselho Municipal, atual cargo de vereador, tendo em vista que o Decreto nº 9. De 18 de Janeiro de 1890, sancionado pelo governador Adolfo Afonso da Silva Gordo (nascido em São Paulo, 12/08/1858 – e falecido no Rio de Janeiro, 29/06/1929 - 1º governador do RN, no período republicano, nomeado em 30/11/1889, governou de 06/12/1889 e governou até 08/02/1890) extinguiu o cargo de vereador, e a partir dessa data, a presidência da Intendência era escolhido pelos membros de um conselho. Fabrício Gomes governou Canguaretama em sete períodos:
1º - de 01/01/1893 a 31/12/1895
2º - de 01/01/1896 a 31/12/1898
3º - de 01/01/1899 a 31/12/1901
4º - de 01/01/1902 a 31/12/1904
5º - de 01/01/1905 a 31/12/1907
6º - de 01/01/1908 A 31/10/1910
7º - de 10/01/1911 a 31/12/1913.
Quem foi Fabrício
Natural de Macaíba - RN, nascido a l3 de Fevereiro de 1852, filho de Amaro Barreto de Albuquerque Maranhão e de Feliciana Maria, filha de Fabrício Gomes Pedroza, senhor de engenho e grande comerciante em Macaíba e de Dona Luiza Pedroza. Antigo deputado estadual, chefe político e industrial no município de Canguaretama, onde exerceu a presidência da Intendência Municipal em seis períodos. Faleceu no Rio de Janeiro no dia 19 de abril de 1924.

14 – José de Albuquerque Maranhão – 1914-1922
15 – José Homem de Siqueira Cavalcante Filho – 1923-1924
16 – Luiz José Gomes (LUCAS GOMES) – 1924-1928

PREFEITO CONSTITUCIONAL
17 – Luís José Gomes, eleito em 2/9/1928,tomou posse em 1/1/29 e governou até 7 outubro de 1930, quando teve seu mandato interrompido em virtude da resolução de 30.

INTERVENTORES MUNICIPAIS
18 – Joaquim Fontes Galvão – 7/10/1930
19 – Gorgônio Nóbrega Filho – 8/10/1930
20 – Jorge Callafange – 9/10/1930 -1933
21 – José de Carvalho e Silva – 1933-1935
22 – João Ararí Calafange – 1935-1936
23 – Dr. Abílio Xavier de Almeida – 18/1/1936-28/2/1936
24 – Francisco Juvêncio Calazans – 28/2/1936-1938
25 – 0távio de Araújo Lima – 1938-1945
26 – José de Carvalho e Silva - - 1945-1948
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS

27 – José de Carvalho e Silva – 1948-1952
28 – Mozart Callaganfe – 1952-1953
29 – José Gomes de Torres 31/1/1953-31/1/1958
30 – José de Carvalho e Silva – 31/1/1958-31/1/1963
31 – Geraldo de Carvalho Vilarim – 31/1/1963-31/1/1969
32 – João Gomes de Torres – 31/1/1969 – 31/1/1973
33 – Marcílio Martins de Castro – 31/1/1973 – 31/1/1977
34 – João Wilson de Andrade Ribeiro – 31/1/1977-31/1/1983
35 – Juarez Francisco Rabelo 31/1/1983 – 31/1/1989
36 – José Pessoa Neves da Silva – 31/1/1989-1/1/1993
37 – João Wilson de Andrade Ribeiro – 1/1/1993-1/1/1997
38 – Jurandir Freire Marinho 1/1/1997-1/1/2000
39 – Jurandir Freire Marinho – 1/1/2001-1/1/2005 – reeleito
40 – Edmilson – 1/1/2005-1/1/2009

4 – Espirito Santo
5 – Goianinha
6 – Montanha
7 – Pedro VELHO
8 - Senador Georgino Avelino
9 – Tibau do Sul
00 – Valmir José da Costa
10 – Vila Flor

AGRESTE POTIGUAR


SE MAOMÉ NÃO VAI A MONTANHA, A MONTANHA VAI ATÉ A MAOMÉ
Bastará para um homem público consagra-se na memória do seu povo, ter lutado por uma causa nobre e justa, com zelo, determinação e coragem. Este é o caminho traçado pelo jovem Prefeito

CENTRAL POTIGUAR
02 – MESORREGIÃO CENTRAL POTIGUAR
08 – MICRORREGIÃO DE MACAU
1 - Caiçara do Norte
O Poder Executivo de Caiçara do Norte, criado pela Lei nº 6.451, de 16 de julho de 1993, foi instalao em 1º de janeiro de 1997, com a posse do primeiro prefeito constitucional, senhor EMANOEL GELSON DE ANDRADE, eleito no pleito eleitoral realizado em 3 de outubro de 1996. O primeiro vice-prefeito foi a pessoa de JUSUINO SOARES LISBOA.
PREFEITOS
1 – Emanuel Gelson de Andrade
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Jesuino Soares Lisboa
2 - José Edmilson Alves de Medeiros
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
3 – Amarildo Elias de Morais


PREFEITO DE PERO AVELINO





2 – Galinhos
GALINHOS
Criado pela Lei nº 2.838, de 26 de março de 1963
PREFEITOS
Interino
Constitucionais
1
Eleito em
Posse em
2
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
3 – José V. Sobrinho
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
4 – Carlos Alberto de Assunção
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Pedro Maciel Filho
5 – Jaime Gomes de Oliveira
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
6 – ;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
7 – Jaime Gomes de Oliveira
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
8 – Jardelina do Vale Pereira
Eleita em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Francisco Rodrigues Araújo
9 – Jardelina do Vale Pereira
Reeleita em 01/01/2000
Posse em 01/01/2001
10 – FRANCISCO ANTONIO DA FONSECA
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Casaado em 26/012005
10 – Ricardo de Santana Araújo
2º colocado nas eleições de 03/10/2004
Posse em 17/2/2006
Natural de Correntes-PE, nascido a 26 de outubro de 1955, filho de Jonas de Carvalho de Araújo e de Lindaura Santana de Araújo. Em 15 de novembro de 1988 foi eleito para o cargo de prefeito da cidade de Serra de São Bento. Em 3 de outubro de 2004, foi candidato a prefeito de Galinhos, conquistando a segunda colocação, com 558 votos, perdendo para o candidato do PSB, Francisco Antonio da Fonseca, conhecido popuylarmente por CHIQUINHO, o qual obteve 803 votos,
26/01/2005 – o prefeito de Galin hos Francisco Antonio da Fonseca, do PFL, foi cassado pelo Juiz Eleitoral da 52ª Zona Eleitoral da Comarca de ........ Marcos Vinicios Pereira Júnior, que julgou procedente a ação na que se pleiteava a cassação do mandato por prática de abuso de poder político e econômico durante as eleições de 3 de outubro de 2004
Através de ação, o candidato do PMDB Tereza Neuwmamn Assunção, terceira colocada no pleito eleitoral passado, denunciou o o adversário pela compra de votos durante a campan há eleitoral de 2004
Os advogados de Tereza Assunção, Paiulo Ney Fernandes e Thais Ursulo entraram com ação contra o segundo colocado Ricardo Araújo, do PSB, que foi diplomado prefeito do município em 1º de fevereiro de 2006-04-26 De acordo com os advogados, Ricardo Araújo também abusou do poder econômico comprandoi votos durante a campanha, que interferiu na lisura do pleito em Galinhos
Francisco Antonio Carvalho da Fonseca, o CHIQUINHO E O VICE-PREFEITO Pedro Inácio foram condenados, cada um a pagar multa no valor de 10 mil à Justiça Eleitoral
3 – Guamaré
Prefeitos
INTERINO
- João Batista do Carmo
Posse em 1963
CONSTITUCIONAIS
1 – Luiz Virgilio de Brito
Eleito em 01/12/1963
Posse em 31/01/1964
2 – Vicente de Brito Marinho
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
3 – Francisco Teixeira Nunes
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
4 – Moises Nunes de Carvalho
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – José Xavier de Souza
5 – Francisco Teixeira Nunes
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
5 – João Pedro Filho
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
6 – José da Silva Câmara
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
7 – João Pedro Filho – 2ª vês
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/199/
VICE – Expedito Vieira da Câmara
8 – João Pedro Filho – 3ª mandato
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Francisco de Assis Silva
9 – FRANCISCO DE ASSIS SILVA
10 – Antonio Carlos da Silva
11 – JOSÉ DA SILVA CÂMARA – Dedé Câmara
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
José da Silva Câmara - 3.989
3.204 – Francisco de Assis Câmara
Natural de Guamaré, nascido a 2 de maio de 1961, filho de Manoel Vieira Câmara e de Justina Elina da Silva Câmara. É casado com Maria Ivete do Vale Câmara, e pai de dois filhos
12 – Auricélio Teixeira dos Santos
Tomou posse em setembro de 2007
José da Silva Câmara foi afastado pela CÇamara Municipal em 22 de junho de 2007, acusado de irregularidade. O Vice prefeito Auricélio Teixeira assumiu o cargo de prefeito
4 – Macau
PREFEITOS DE MACAU
VICENTE GERMANO
JOSÉ GONÇALVES DE MELO
MAJOR EMIDIO AVELINO
PADRE PAULO HERÔNCIO
Cel feliciano ferreira teteu
Dr. Armando Nogueira
JOSÉ FERNANDES DE OLIVEIRA, nasceu na cidade de Marmanguape-PB, nascido a 15 de fevereiro de 1874, filho de Manoel Fernandes de Oliveira e Maria Adelina de Carvalho. Casou-se em primeiras núpcias com Laura Rodrigues Ferreira, filha de Joaquim Rodrigues Ferreira e Ricardina Rodrigues Cavalcante, no dia 5 de setembro de 1903, na cidade de Macau-RN, e, em segundo casamento, com Verônica de Araújo Fernandes, filha de Manoel José Fernandes e Maria Rosalina de Araújo, no dia 10 de setembro de 1927. teve sete filhos do primeiro matrimônio: Olívia Fernandes de Miranda, Alcindo Fernandes de Oliveira, Epitácio Fernandes de Oliveira, Safira Fernandes de Oliveira, Iracema Fernandes de Queiroz, Stela Rodrigues Fernandes, Geraldo Fernandes de Oliveira e, do segundo matrimônio, Aparício Fernandes de Oliveira e Maurício Fernandes de Oliveira.
Chegou em Macau no dia 10 de março de 1902, como comerciante ambulante, trazendo farinha de mandioca para vender, por via marítima. Depois se estabeleceu e definitivamente com Armazém de Estivas e Cereais. Progrediu e, devido ao seu conceito e honestidade, chegou a ser Agente do Rio Grande do Norte e do Banco do Brasil S.A. – Agência de Natal -, por oferecimento que ambos os estabelecimentos lhe fizeram. Também foi correspondente do Banco do Povo, de Recife. Ainda agenciou navios de cabotagem da Empresa J. Adonias & Cia., que explorou, por muito tempo, o serviço de cabotagem que fazia a linha do Pará com navios Cururupu e Turiassu. Aceitou, por oferecimento, e exerceu por muito anos, as Agências da Texaco e Syandard Oli Company.
Em novembro0 de 1933 foi nomeado prefeito de Macau, pelo interventor Dr. Mário Raposo da câmara, permanecendo nesse cargo até outubro de 1935. Apresentou como única condição, para aceitar o encargo, ter como Secretário o seu auxiliar no comércio, Luiz Xavier da Costa, pessoa de toda sua confiança e que foi o braço direito para bem levar sua gestão a frente do governo da cidade de Macau. Faleceu em Natal, a 1º de janeiro de 1968.
01 –
Eleito em 21/03/1948
Posse em 16/04/1948
2 –
Eleito em 07/12/1952
Posse em 31/03/1953

3 - Venâncio Zacarias de Araújo
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
4 – José Heliodoro de Oliveira
Eleito em 07/10/19*62
Posse em 31/03/1963
5 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
6 – José Aroldo de Oliveira
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
7 – Cledionor Francisco de Mendonça – Kidinho de Mendonça
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Afonso Ligório Lemos
8 – José Heliodoro de Oliveira
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
9 – Afonso Ligório Lemos
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
Natural de Macau, nascido a 4 de junho de 1943, filho de Jonas Fernandes Lemos e de Albertina Teteu Lemos. A história de vida de Afonso Lemos está diretamente ligada à história do município de Macau. Com quatro mandatos de vereador. Eleito pelas primeira em 15 de novembro de 1968, reeleito nos pleitos eleitorais seguintes: 15/11/1972 e 15/11/1976. Em 15 de novembro de 1976 foi eleito vice-prefeito na chapa encabeçada por Cledinor Francisco de Mendonça. Em 15 de novembro de 1982 foi novamente eleito para o cargo de vereador. Em 15 de novembro de 1988 foi eleito para o cargo de prefeito, assumindo em 1º de janeiro de 1989 e governando a cidade de Macau até 1º de janeiro de 1993.
Ele estudou até o segundo ano do 2º grau no Centro de Educação Integrado Monsenhor Honório (CEIMH), em Macau. Parou de estudar para trabalhar.
Teve uma infância comum, ao lado dos sete irmãos, REINALDO, ANTONIO, SEBASTIÃO, JOSÉ, MARIA AUXILIADORA, MARIA DA CONCEIÇÃO e CÉLIA LEMOS. Tinha pouco tempo para brincar. Passavaa grande parte do tempo ajudando a mãe no comércio
Em 1960 Jonas Fernandes morreu. Afonso Lemos tinha 16 anos e, seus irmãos mais velhos estavam estudando na universidade, teve que trabalhar para garantir o sustento da família. Assumiu o papel de pai, mesmo tendo outros irmãos mais velhos.
Trabalhava transportando pessoas num Jeep deixado pelo pai. Era taxista. Já militava na política há algum tempo, ajudando o avô, Pedro Ferreira Teteu, que era coronel da Guarda Nacional, e ajudava ao prefeito José Varela, futuro governador do Estado. Seu bisavô Feliciano Teteu, foi intendente (PREFEITO) durante vários anos em Macau.
Sonhava ser o sucessor de seu bisavô na política em Macau. Em 1962, com 18 anos, saiu candidato a vereador. Não pôde concorrer no dia 7 de dezembro de 1962 porque tinha menos de 21 anos. Mas no pleito eleitoral de 15 de novembro de 1968 foi eleito vereador. Tornou-se o vereador mais bem votado de Macau.
Naquele ano, o município de Macau.
10 – Manoel da Cruz Ferreira Silva
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
11 – José Antonio de Menezes Souza
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – David Batista de Oliveira
12 – José Antonio de Menezes Souza
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
13 – Flávio Veras
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
14 – José Severino Bezerra Filho
Posse em 21/03/2005
Com a cassação do prefeito Flávio Veras e seu vice Flávio Bezerra de Sá, o presidente da Câmara Municipal, verador Severino Bezerra assumiu o comando do município
15 – Flávio Vieira Veras
Eleito em 22/01/2006
Posse em 17/02/2006
Em 17 de fevereiro de 20006, o empresário Flávio Vieira Veras (PP) retorna a prefeitura de Macau, através de uma eleição complementar, realizada em 22 de janeiro de 2006o qual derrotou o médico Carlos Eduardo Dourado Lemos (PSB0

5 – São Bento do Norte
Jonas Oliveira do Nascimento
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
Fernando da Silva Pereira
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Francisco Miguel da Silva
Raimundo Pereira Primo
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
Marcílio Alves de Araújo
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
Raimundo da Silva pereira
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
Ademir Elias de Morais
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Mário Sérgio da Silva
Ademir Elias de Morais
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Mário Sérgio da Silva
Geraldo de Assunção Pereira
Eleito em 03/10/2004

09 – MICRORREGIÃO DE ANGICOS
1 – Afonso Bezerra
José Américo de Souza
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Francisco Mateus da Costa
Agostinho Neto
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
João Batista Alves pereira
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
Francisco Chagas Bezerra Avelino
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
João Batista Alves Pereira – 2ª vez
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – José Robson de Souza
José Robson de Souza
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001

José Robson de Souza
Reeleito em 03/10/2004
Cassado em 15/12/2004
Em 15 de dezembro de 2004, a Drª Fátima Soares da Costa, Juiza Eleitorall da 34ª Zona Eleitoral cassou o prefeito reeleito do município de Afonso Bezerra, José Robson, do PMDB, dando direito que o segundo colocado, o agrônomo Jackson de Santa Cruz de Albuquerque, do PFL, fosse diplomado. Porém, no dia 30 de dezembro de 2004. o Exmº Sr. Ministro Carlos Eduardo Matos, do STE, expede Mandado de Segurança nº 3295, impedindo que o segundo colocado nas eleições de 3 de outubro de 2004 tomasse posse em 1º de janeiro de 2005. No mesmo documento dava direito que o presidente da Câmara Municipal, o vereador Luiz Elizeu Neto, do PMDB, tomasse posse como prefeito de Afonso Bezerra
Luiz Elizeu Neto
Posse em 01/01/2005
2 – Angicos
ANGICOS
1 – Alferes Floriano Otaviano Ferreira
1848
2 – Tenente José Alexandre Solino
Eleito em 08/12/1852
Posse em 01/01/1851
3 – Major Francisco de Menezes
Posse em 01/1853
Natural de Angicos, filho de Francisco Alexandre Xavier. Cursou o curso de medicina até o 4º ano, deixando de concluir por motivos ignorados. Depois de adiantar, deste modo, os seus estudos, voltou para sua terra natal, multiplicando-se no exercício de variados mostéres. Por vários anos foi Secretário da Câmara Municipaç, de 1848 a 1882, foi Escrivão do Público Judicial e Notas, cargo que exerceu com tanta perícia que ficou conhecido por “doutor tabelião”. A 6 de setembro de 1883, foi nomeadp interinamente para reger a cadeira de instrução do sexo masculino. Foi também Agrimensor e vacinador Oficial, tendo, muitas vezes, pacificado, com a sua palavra prudente e acatada, litígios cujas consequências ninguém poderia prever.
Designado para capitão-cirurgião-mór do Comante Superior da Guarda Nacional em Angicos e Macau, prestou os melhores serviços às duas populações, socorrendo a pobreza com a dedicação própria dos que sabem sentir e sofrer a for alheia.
Nos últimos anos de vida, deixando o cartório, onde trabalhara trinta e quatro anos, ainda não preferiu o repouso. Licenciou-se advogado pela Belação da Província, e nesse cargo encontrou-o, forte, infatigavel e sereno, a morte que nunca o amendrontou
A sua administração, diminuída de um ano pela brusca viagem que teve de fazer ao recife, em procura de melhoras para a saúde, foi cheia de serviços à terra a que tanto queria e amava
4 – José Pedro Xavier da Costa – 01/01/1857
5 – Alferes Floriano Otaviano da Costa Ferreira – 01/01/1861
6 – Alferes João teixeira de Souza – 01/01/1867
O Alferes João teixeira havia sido eleito em outubro de 1866, assumiu em 1º de janeiro do ano seguinte, porém, o presidente da Província do Rio Grande do Norte, o bacharel Luís Barbosa da Silva (21/08/1866 – 25/04/1867), através de uma Portaria datada de 18 de janeiro de 1867 anulou a eleição e em 3 de fevereiro de daquele ano o alferes Florencio foi convocado para assumir o cargo vago, que administrou até o dia 31 de dezembro de 1868
7 – Alferes Florencio Otaviano da Costa Ferreira – 03/02/1867
8 – Antonio Martins dos Santos Júnior – 01/01/1869
9 – Alferes Florêncio Otaviano da Costa Ferreira – 01/01/1873
10 –Manoel Fernandes da Rocha Bezerra – 01/01/1881
11 – João Luiz Teixeira Rola – 01/01/1883
12 – Cadete José Avelino Bezerra 01/01/1886
13 – Tenente João Felipe da Trindade
Assumiu em 1º de janeiro de 1887 e foi deposto pelo decreto nº 9, de 18 de janeiro de 1890, do governador Adolfo da Silva Gordo, que dissolveu todas as Câmaras Municipais, em virtude da autorização que lhe era concedida pelo decreto nº 107, de 30 de dezembro de 1889, e em consideração ao “estado de decadência” em que se achava a instituição, igualzinho como ocorre nos dias de hoje.
REPÚBLICA VELHA
1 – José Rufino da Costa Pinheiro
Natural de Angicos, nascido a 30 de julho de 1852, filho de Miguel Pinheiro de Vasconcelos e Antônia Higina Pinheiro. Em sua terra natal estudou as primeiras letras, e outras não poude ele conseguir, com o professor Henrique José de Alcântara.
Em agosto de 1874, casou-se em primeiras núpcias com Maria Isabel de Vasconcelos, de cujo consórcio houve quatro filhos: Miguel Rufino, Genésia Pinheiro,Marfisia Pinheiro Alves, casada com José Anselmo Alves de Souza, e Olivia Pinheiro.
Sertanejo inteligente e austero, desde modo dedicou-se à atividade partidária, no Partido Liberal, chefiado por Amaro Bezerra.
Na eleição de 31 de agosto de 1889, a última do regime monárquico, 0 L.P. cindiu-se em duas correntes: - a corrente Amaro Bezerra propagando a candidatura Gama Rosa, extranha aos interesses do Rio Grande do Norte, - e a corrente José Bernardo de Medeiros prestigiando a candidatura Miguel Castro, José Rufino não tergiversou em se colocar na estacada, defendendo a autonomia de nossa terra....................
2 –
INTENDENTES
Criados, então, os Conselhos de Intendência, em Angicos foi nomeado seu presidente José Rufino, que exerceu o cargo de 18 de janeiro de 1890 a 20 fevereiro de 1890, consoante o decreto nº 14, de 18 de fevereiro de 1890, em que o governador provisório, Jerônimo Américo Raposo da Câmara, aumentava o número de três intendentes de Angicos, Papari, Arêz, Santa Cruz, Touros, Serra Negra, Caraúbas, Portalegre e São Miguel do Pau dos Ferros, alegando as dificuldades de reunião, pela ausência de um intendente.
1 – José Rufino
Posse em 18/01/1890
2 – Antônio Martins dos Santos
20/04/1891
3 – José Francisco Alves de Souza
09/11/1891
4 – CONSELHO
Eleito em 11/09/1892
Posse em 04/10/1892
Composição:
PRESIDENTE: José Fufino da Costa
VICE PRESIDENTE – José Francisco Alves de Souza
INTENDENTES:
Vicente Ferreira Barbosa, André Avelino da Trindade, Manoel Xavier Duarte, José das Chagas de Azevedo Souza e João de Deus Gonçalves
5 – Luiz Pinheiro de Vasconcelos
01/01/1911
6 – Miguel Rufino Pinheiro
01/01/1911
7 – João Alexandre Alves de Sopuza
01/01/1914
8 – Francisco Pinheiro Pinheiro Alves de Souza
01/01/1920
9 – Luiz Pinheiro Filho
1925
PREFEI CONSTITUIONAL
O Decreto nº 365, de 20 de dezembro de 1927, criou um novo regime administrativo, em que as Prefeituras ficaram como órgãos do Executivo Municipal. Foi realizado o primeiro pleito eleitoral municipal em todo o Estado do Rio Grande do Norte, realizado no dia 2 de setembro de 1928,em Angicos os eleitos foram diplomados em 17 de outubro de 1928 e tomaram posse em 1º de janeiro de 1929. O eleito foi o professor Francisco Gonzaga Galvão.
01 – FRANCISCO GONZAGA GALVÃO
01/01/1929 e governou até 20 de outubro de 1930
PREFEITOS NOMEADOS
1 – Miguel Rufino Pinheiro
20/10/1930
2 – MANOEL ALVES FILHO
20/04/1931
3 – JOÃO BEZERRA CAVALCANTE
26/07/1932
4 – BALTAZAR DA COSTA PEREIRA
05/11/1935
Em 15 de março de 1937 foi realizado o pleito eleitoral municipal para escolher o novo prefeito de Angicos e o prefeito Baltazar da Costa Pereira foi eleito juntamente com os seguintes vereadores: Francisco Torres Péres, Luiz Felipe da Câmara, Romulo Vanderlei e João Januário de Oliveira. A Aliança Social, esta adversáriia de Baltazar, elegeu os vereadores: José FRANCISCO Xavier, José Alexandre Pereira Pinto e Arlindo da Rocha BEZERRA..
A posse do prefeito e a isntalação da Câmara Municipal verificou-se no dia 17 de junho de 1937, cuja Câmara foi presidida pelo vereador Francisco Torres Péres, que teve como vice presidente o vereador Luiz Felipe da Câmara
......
.....
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS
1 –
2 –
Eleito em
Posse em
3 – Pedro Moura
Eleito em05/01/1958
Posse em 31/03/1958
4 –
Eleito em 1962
5 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
6 – Expedito Alves
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
Obs.: Foi assassinado em 10 de setembro de 1983
7 – Maria Zelia Moreira Cunha
Eleita em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Manoel Feliciano Neto
8 – José Salviano
Eleito em 15/11/1983
Posse em 31/01/1983
9 – Jaime Batista dos Santos
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
10 –
Eleito em 03/10/1993
Posse em 01/01/1993
11 – Albaniza Suely da Silva
Eleita em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Miguel Rufino Pinheiro
12 – Clememceau Alves
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/10/2001
12 – Ronaldo de Oliveira Teixeira
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Itaperuna-RN, filho de João Pires Teixeira e de Adyr de Oliveira Teixeira
3 – Caiçara do Rio do Vento
Júlio V. de Andrade
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
Emanuel G. de Andrade
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – José de Oliveira Confessor
Etelvado C. Lisboa
Eleito em 15/11/1983
Posse em 31/01/1983
Emanuel Gilson de Andrade – 2ª vez
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
Etelvado Câmara Lisboa – 2ª vez
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
Emanuel Gilson de Andrade – 3ª VEZ
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Josuino Soares Lisboa
Etelvado Câmara Lisboa – 3ª vez
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
Felipe Eloi Mulher
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005

4 – Fernando Pedrosa
01 – José SALVIANO DA Criz
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – José Batista Xavier
02 – José SALVIANO DA Criz
Reeleito em 01/810/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – José Batista Xavier
3 – Gondemário de Paula Miranda Júnior
Eleito em 03/10/2004
Posse em 2005
5– Jardim de Angicos
PREFEITOS
Interino
1 – Diogmar Guilherme Caldas
20/03/1963
2 – Hilda Guilherme Caldas
31/01/1963
Constitucionais
1 – João Mendes da Fonseca
Eleito em 01/12/1963
Posse em 31/01/1964
2
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
3 – Francisco B. Câmara
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
4 – Paulo Amaro de Lima
Elçeito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Otávio Teixeira de Carvalho
5 – Miguel Dias de Melo
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1982
6 – Francisco Fernandes de Macedo
Eleita em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
7 – Paulo Amaro de Lima
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
8 – Carmelita Carmem de Lima
Eleita em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Moacir Alves Guimarães
9 – Moacir Alves Guimarães
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
6 – Paulo Amaro de Lima
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
5 – MIGUEL PAULINO DOS SANTOS
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
- Nascido em Macau/RN, de onde saiu em 1973, aos 18 anos de idade, para estudar na Capital do Estado, Moacir Alves Guimarães cursou na Antiga Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte – ETFRN, o Curso de Edificações de 1973 a 1975. Nesse período conheceu a hoje sua esposa Joana D’arc Barreto Guimarães, também oriunda do interior do Estado, mais precisamente da Cidade de Jardim de Angicos.Com o casamento dos dois em 1978, começou a se consolidar a cidadania de Moacir na cidade de origem de sua esposa, pois a freqüência de visitas ao Município pelo casal, era visível e aceita pela sociedade local.Em 1992, vencendo uma licitação da Prefeitura local, sua empresa construiu quatro escolas naquele Município, aproveitando mão-de-obra local e posteriormente, exportando essa mão-de-obra para outras localidades do Estado onde quer que sua empresa construísse. Com isso a população e a classe política local, passaram a ver sua pessoa com admiração e apreço, o que veio a lhe render em 1996, um convite aceito, para integrar a chapa majoritária como candidato a Vice Prefeito. Eleito, passou a contribuir através de trabalhos diversos com a chefe do executivo e o povo, o que lhe levou à candidatura a Prefeito Municipal em 1º de outubro de 2000. Consagrado nas urnas, empossou em 1º de Janeiro de 2001.
10 – MANOEL AGNELO BANDEIRA LIMA
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Jardim de Angicos-RN, nascido a 14 de dezembro de 1952, filho de Gratulino Augusto de Lima e de Lecy Bandeira de Lima. Casado com Elaine Cristina dos Santos, e pai de oito filhos

6 – Lajes
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS
1 –
Eleito em 21/03/1948
Posse em 16/04/1948
2 –
Eleito em 07/12/1952
Posse em 31/01/1953
3 – João Militão Martins
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
4 –
Eleito em 07/10/1962
Posse em 31/03/1963
5 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
6 – José R. da Silva
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
7 – Raimundo Quirino da Costa
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Francisco Amâncio Pereira
8 – Edivan S. Lopes
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
9 – Luiz Locádio
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
10 – Edvan Segundo Lopes
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
11 – Luis Locádio de Araújo – 2ª vez
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Fátima Aparecida Cortez Martins Soares
12 – Luiz Locádio de Araújo – 3ª vez
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
13 – Edvan Segundo Lopes – 2ª vez
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
7 – Pedra Preta
Osmar de S. Teixeira
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
Saturnino Teixeira
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Clovis Alves da Silva
Salviano Xavier
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
José MENDES DA Silva
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
........
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
José Mendes da Silva – 2ª vez
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE Francisco Lopes Neto
José Mendes da Silva – 3ª vez
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE Francisco Lopes Neto
Cícero Avelino
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005

8 – Pedro Avelino
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS
1 –
Eleito em 07/12/1952
Posse em 31/03/1953
2 – Luiz Felipe Câmara
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
VICE – Pedro Gomes da Silva
3 –
Eleito em 07/10/1962
Posse em 31/03/1963
4 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
5 – Dr. João Alves da Costa
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
6 – José Adécio Costa
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1976
VICE – Francisco Canindé Costa
7 – João Câmara Neto
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
8 – Neide Suaeli da Costa
Eleita em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
9 – Francisco Canindé Câmara
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
10 – Neide Sueli da Costa – 2ª vez
Eleita em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Marcos Antônio Tassino de Araújo
11 – Edeclaiton Batista Trindade
Edeclaiton Batista da Trindade, filho de Celestino Batista da Trindade e Josefa Lindalva da Trindade. Nascido em 3 de junho de 1959, na Maternidade Gov. Aluízio Alves na Cidade de Pedro Avelino, casado com D. Ivone Teodoro da Trindade, pai de 03(três) filhos, André Araújo de França, Edeclaiton Batista da Trindade Júnior e Marina Teodoro da Trindade. Estudou nas Escolas Paroquial do Centro Social Nossa Senhora das Graças, Abel Furtado, Ginásio Paulo VI. Cursou o 2º grau na Escola Estadual Prof. Aluísio Teixeira, Natal – RN, onde concluiu o curso de desenho arquitetônico. Em 1984 volta para sua terra natal e desenvolve um trabalho pioneiro na área da agroindústria de laticínios, projeto que foi consolidado com a criação da Empresa de Laticínios São Pedro Ltda (Leite Marina). Esta Empresa proporcionou a geração de emprego em um município de poucas oportunidades. Em 2000, atendendo a convocação do seu município aceitou se candidatar a prefeito de sua terra conseguindo pleno êxito mediante as propostas de modernidade, transparência e distinção apresentada em praça pública. Em 1º de outubro de 2004 foi reeleito prefeito de sua terra natal, porém, foi cassado antes de reassumir o segundo mandato, ou seja, em 15 de dezembro de 2004. Foi Presidente da Federação dos Apicultores do Rio Grande do Norte, um projeto ambicioso que busca a fixação do homem no seu meio ambiente.

Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
11 – Edeclaiton Batista Trindade
Reeleito em 03/10/2004
Cassado – Em 15/12/2004 a Justiça Eleitoral cassou a eleição do prefeito Edeclaiton Trindade Batista da Trindade (PMDB), do município de Pedro Avelino, por abuso de poder econômico e de compra de votos, o qual nem sequer foi diplomado, quem recebeu o diploma foi o segundo colocado, o filho do ex-prefeito José Adécio Costa, José Adécio Costa Filho, conhecido popularmente por “ADECINHO”, porém, no dia 26 de dezembro de 2004 o Ministro do Supremo Tribunal Eleitoral, Dr. Sepúlvero Fertence, suspendeu a diplomação de Adecinho e quem tomou posse no cargo de prefeito em 1º de janeiro de 2005 foi o presidente da CÂMARA Municipal, o vereador Rômulo Figueiredo
12 – Rômulo Figueiredo
Posse em 01/01/2005
13 – Sérgio Eduardo Bezerra teodoro
Eleito em eleição complementar realizada no dia 15/10/2006
Posse em 31/10/2006
Sérgio Eduardo Bezerra Teodoro, 41 anos, casado, três filhas, é advogado e geógrafo. Nascido em 26 de julho de 1965, na comunidade de Deus nos Guie, zona rural do município de Pedro Avelino. Filho de família com tradição na vida pública do muni
cípio. Seu pai, João Teodoro Sobrinho, é vereador de Pedro Avelino desde 1974.
Servidor da Secretaria Estadual de Educação e Cultura, Sérgio Teodoro ou Sérgio Cadó, como também é conhecido, já exerceu diversos cargos de direção no serviço público, destacando-se o Tribunal de Contas do Estado, Secretaria Estadual de Administração, Departamento Estadual de Trânsito e Secretarias de Planejamento e Educação da Prefeitura Municipal do Natal.
Foi eleito prefeito de Pedro Avelino em eleição suplementar realizada dia 15 de outubro de 2006, obtendo 3.056 votos, maioria de 1.129 votos. Sua votação correspondeu a 60% dos votos válidos. Tomou posse no cargo no dia 10 de novembro de 2006, com mandato até 31 de dezembro de 2008.
No comando da administração municipal, Sérgio Teodoro tem realizado um trabalho voltado para a retomada do desenvolvimento do município, resgate dos serviços prestados pela Prefeitura e melhoria da qualidade de vida da população.


10 – MICRORREGIÃO DA SERRA DE SANTANA
1 – Bodó
O Poder Executivo de Bodó foi instalao em 1º de janeiro de 1997, com a posse do primeiro prefeito constitucional, senhor Antonio Ferreira de Assunção, eleito no pleito eleitoral realizado em 3 de outubro de 1996. O primeiro vice-prefeito foi a pessoa de Francisco Hipólito Dantas.
PREFEITOS
1 – Antônio Ferreira de Assunção
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Francisco Hipólito Dantas
2 – Antonio Ferreira Dantas
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
3 – Francisco Avamar Alves
Eleito em 03/10/2004
Posse em 2005
2 – Cerro Corá

1º PREFEITO:CAPITÃO SEVERINO BEZERRA DE ANDRADE (Prefeito nomeado)Empossado em: 30 de janeiro de 1954.Depois da Lei nº 1.031 de 11 de Dezembro de 1953, foi nomeado um prefeito para presidir os destinos de Cerro Corá. Tal como previa o Decreto-Lei, o novo município seria governado por um prefeito escolhido pelo Governador do Estado até haver ali eleições para prefeito, vice-prefeito e vereadores de modo institucional
2º PREFEITO:SÉRVULO PEREIRA DE ARAÚJO (Primeiro prefeito constitucional)Vice - prefeito: José Justiniano de MeloEmpossado em: 02 de março de 1955.Sérvulo Pereira já era chefe político de grande projeção em toda a região, mesmo antes de eleger-se prefeito desta cidade. Filho expoente da tradicional família Pereira de Cerro Corá e industrial, tinha empreendido muitos progressos na localidade. Foi um dos homens mais abastados do seu tempo.
3º PREFEITO:BEVENUTO PEREIRA FILHOVice - prefeito: José Walter OlímpioEmpossado em: 31 de Janeiro de 1960.O Prefeito Bevenuto pereira era tio de Sérvulo Pereira, e dava assim consistência à oligarquia da família Pereira em Cerro Corá. No entanto faleceu na cidade de Natal em 24 de Julho de 1960, antes de encerrar essa administração.
4º PREFEITO:JOSÉ WALTER OLÍMPIOEmpossado em: 25 de Julho de 1960.O Sr. José Walter Olímpio assumiu a Prefeitua de Cerro Corá no mesmo ano de 1960, para concluir o mandato do Prefeito Bevenuto Pereira Filho. O mesmo concluiu sem mais imprevistos sua admnistração.
5º PREFEITO:SERVULO PEREIRA DE ARAÚJOVice - prefeito: Francisco Pereira de AraújoEmpossado em: 31 de janeiro de 1965Era candidato a vice-prefeito pela chapa de Sérvulo Pereira, o Cel. Severino Bezerra de Andrande. Mas uma divergência de família mudou o rumo de sua eleição. Francisco Pereira, irmão de Sérvulo Pereira, em protesto candidata-se a vice - prefeito e ganhou a eleição para este posto por 54 votos.
6º PREFEITO:MANOEL ANTUNES DE MELOVice - prefeito: José Julião NetoEmpossado em: 31 de Janeiro de 1966.O Sr. Manoel Antunes de Melo candidatou-se à Prefeitura de Cerro Corá por intermédio de Sérvulo Pereira. Ele era pouco conhecido e não tinha vínculos com a cidade. Em decorrência dos desmandos dessa administração, decretou-se uma intervenção do Governo do Estado no município. Isto se deu após ouvirem o Tribunal de Contas. Era Governador o Dr. Cortez Pereira, primo de Sérvulo Pereira.Para substituir esse prefeito nomeou-se o Major PM Virgílio Tavares da Silva, o qual assumiu o cargo em 29 de Julho de 1972.
7º PREFEITO:FRANCISCO PEREIRA DE ARAÚJOVice - prefeito: Lourival Bezerra da CostaEmpossado em: 31 de Janeiro de 1973.O Prefeito Francisco Pereira (Pereirão) era filho do Cel. Thomaz Pereira e irmão de Sérvulo Pereira. Nasceu em 10 de outubro de 1915, casando-se em 1938 com a Srª. Elza Batista Pereira.Concluiu com bom êxito essa administração política.Acometido por uma insuficiência cardiáca, faleceu em sua residência na Rua Sévulo Pereira 111, no dia 06 de Dezembro de 1984.
8º PREFEITO:JOÃO BATISTA DE MELO FILHOVice - prefeito: José Rodrigues dos SantosEmpossado em: 31 de Janeiro de 1977.Eleito pelo MDB em 15 de novembro de 1976. Era a primeira vez que a oposição vencia em Cerro Corá. Quebrava-se em João Batista a hegemonia política da oligarquia Pereira. A partir daí João Batista inauguraria uma série inimaginável de recordes, entrando para a história de Cerro Corá como um de seus maiores líderes políticos.
9º PREFEITO:JOSÉ LUIZ DE AZEVEDOVice - Prefeito: José Albino de AssisEmpossado em: 01 de Fevereiro de 1983.José Luiz de Azevedo eleito pelo PMDB, esteve a frente dos destinos de Cerro Corá até 31 de dezembro de 1988.
10º PREFEITO:JOÃO BATISTA DE MELO FILHOVice - prefeito: Lourival Pereira da SilvaEmpossado em: 01 de Janeiro de 1989.Eleito prefeito pela segunda vez, ficou à frente da Prefeitura até 31 de dezembro de 1992.
11º PREFEITO:RAIMUNDO SOARES DE BRITOVice - prefeito: Clidenor Pereira de Araújo Empossado em: 01 de Janeiro de 1993.Dividiu a sua administração com o Sr. Clidenor Pereira de Araújo, sendo ambos do PDS, este último filho da tradicional família Pereira.
12º PREFEITO:CLIDENOR PEREIRA DE ARAÚJOVice - prefeito: Edna Maria Pereira de LiraEmpossado em: 01 de Janeiro de 1997.Voltava a governar Cerro Corá um legítimo filho da tradicional família Pereira. O prefeito Clidenor Pereira era do PPB.A dramática ruptura entre ele e sua vice, deu início a um momento histórico de conflitos e protestos em todo município
13º PREFEITO:JOÃO BATISTA DE MELO FILHOVice - prefeito: Ana Maria da SilvaEmpossado em: 01 de Janeiro de 2001.Nas eleições de 2000, "Joãozinho", como é popularmente conhecido, voltaria a ser prefeito de Cerro Corá. Teve maioria esmagadora em todas as urnas. Foi a vitória mais glamourosa que a cidade conquistou desde sua emancipação dada em 1953.

3 – Florânia

Prefeitos Nomeados
- Eulalia Fernandes Bessa
Maio de 1946
Prefeitos constitucionais
1 – Santa Laurentina
Eleita em 21/03/1948
Posse em 26/07/1948
2 – Manuel Emídio Filho
Eleito em 7/12/1952
Posse em 31/03/1953
3 – Francisco Nobre de Almeida
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
VICE – João Sergio do Rêgo
4 –
Eleito em 07/10/1962
Posse em 31/01/1963
5 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1968
6 – Francisco . do Amaral
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
7 – Padre Sinval Laurentino de Medeiros
Eleito em 15/11/1976
Posse em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Francisco Nobre de Almeida
8 – Nicomar Ramos de Oliveira
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
9 – Laurentino Airton de Medeiros
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
10 – Jandira Alves de Medeiros
Eleita em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
11 – Pedro Roberto de Medeiros
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Maria Delmira de Azevedo Medeiros
12 – Francisco Nobre Filho
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
13 – Flávio José de Oliveira Silva
Eeleito em 03/10/2004
4 – Lagoa Nova
PREFEITOS
Interino
- Francisco Jerônimo de Medeiros
02/01/1963
Constitucionais
1 – João Luiz Victor
Eleito em 01/12/1963
2 – João Medeiros
Eleito em 15/11/1968
Posse em 01/02/1969
3 – João Luiz Victor – 2ª vez
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
4 – Francisco Jerônimo de Medeiros
Eleito 15/11/1972
Posse em 31/01/1977
VICE – Manuel Luiz da Fonseca
5 – Erivan de Souza Costa
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
6 – Genilson Borges Pinheiro
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
7 – Erivan de Souza Lopes – 2º mandato
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
VICE –
8 – Geraldo Evilásio de Araújo
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Paulo Vandy da Costa
9 – Geraldo Evilásio de Araújo
Reeleito em 01/01/2000
Posse em 01/01/2001
10 – Erivan de Souza Lopes
Eleito em 03/10/2004
Posse em 101/01/2005
Natural de Currais Novos-RN, nascido a 16 de julho de 1955, filho de Manoem da Costa Cirne e de Terezinha Belarmino de Souza. É casado com Maira Medeiros de Souza, e pai de três Filho. Em 15 de novembro de 1985 foi eleito prefeito de Lagoa Nova, segundo colocado naquele pleito eleitoral, obteve 633 votos, pela legenda do PDS, cujos votos somados com o segundo candidato do PDS, senhor Geraldo de Souza, que obteve 605, somando assim 1238 votos, contra 822 do candidato da legenda do PMDB, Antonio Macedo, cujos votos foram juntados aos 155 do segundo colocado do PMDB, senhor Antonio Guimarães, somando assim 987 votos. Em 3 de outubro de 1992, dez anos depois Eraivan de Souza foi eleito para seu segundo mandato, como prefeito de Lagoa Nova. Em 3 de outubro de 2004 conquistou seu terceiro mandato, derrotando o ex-deputado federal Cipriano Correia (PMDB). Ele pele legenda do PFL obteve 4.905 votos, contra 3350 de seu opositor, com uma maioria de 1555 votos, ou seja 59,81% do eleitorado de Lagoa Nova
5 – Santana do Matos
1 – Manoel Epaminondas - 1930
Genésio C. de Marcedo
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
José Edson Monteiro
Eleito em 15/11/1976
Popsse em 31/01/1977
VICE – João Fragoso
Bevenuto P de Araújo
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
Manoel Correira neto
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
Francisco de Assis Santos
Eleito em 01/10/1992
Posse em 01/01/1993
João Epamimondas de Araújo Neto
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Marcos Aurelio de Carvalho Nobre
João Epamimondas de Araújo Neto
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Marcos Aurelio de Carvalho Nobre
Francisco de Assis Silva
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Santana do Matos-RN, nascido a 3 de outubro de 1966, filho de José João da Silva e de Luzia de Souza Silva. Começou a trabalhar aos oito anos de idade, ajudando seu pai no pequeno sítio da família. Em 1980, passou a trabalhar como motorista da ambulância do Hospital Doutor Clóvis Avelino. Cursou o 2º grau na Escola Estadual Aristofewnes Fernandes, onde posteriormente atuou como professor de matématica,

6 – São Vicente
EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE SÃO VICENTEA cidade de São Vicente comemora no dia 11 de dezembro sua emancipação política. Para que compreendamos como ocorreu a transição de povoado a município é necessário que resgatemos a história dessa cidade.Esta história inicia-se às margens do rio Luisa, que lhe transferiu a primeira denominação. A povoação Luisa passou a Distrito de São Vicente em 1938, recebeu novamente a denominação Luisa em 1948, e então em 1948 passa para distrito de São Vicente.Até o ano de 1854 a nossa localidade era formada por um bosque de terras férteis, habitadas por indígenas que cultivavam grandes plantações de milho. A partir dessa data estas terras passaram a pertencer ao senhor Joaquim Adelino de Medeiros, conhecido popularmente por Capitão Cocó, que se fixa neste local construindo sua residência e conseqüentemente dando origem a uma fazenda chamada de Luiza. Esta fazenda era ornada por uma enorme quixabeira que serviu de marco inicial para a atual cidade, pois a sua sombra eram realizadas as feiras livres. A evolução da fazenda prosseguiu com a construção de casas e logo se formou um povoado.Este povoado pertenceu ao município de Florânia até o ano de 1938, do qual foi desmembrado e elevado à cidade por força da Lei Estadual Nº 1.030 de 11 de dezembro de 1953, que teve como propositores os Deputados Estaduais José Cortês Pereira e João Guimarães Neto e assinada pelo Governador Sílvio Pedrosa.A partir desta data, 11 de dezembro de 1953, São Vicente passa então a categoria de município. O primeiro prefeito foi o Sr. José Dantas filho, que assumiu interinamente no período de 1954 a 1955. Seus sucessores foram:
INTERINO
- Metódio Fernandes da Costa 1955 a 1960
CONSTITUCIONAIS:1 - Joaquim Araújo Filho 1961 a 1965
Eleito em 7/10/1959
Posse em 31/01/19612 - Metódio Fernandes da Costa 1965 a 1970
Eleito em 25/01/1965
Posse em 31/01/19653 - Francisco Pereira Filho 1970 a 1973
Eleito em 15/11/1969
Posse em 31/01/19704 - Osmildo Fernandes da Costa 1973 a
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/19735 - Cirilo Alves Dantas
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Heleno Barbosa de MEDEIROS6 - Cícero Gundim 1983
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
7 - Iraní Soares de Araújo 1989 a 1992
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/19898 - Cícero Gundim 1993 a 1996
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/19939 - Ademar Rodrigues de Arújo 1997 a 2000
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – José Medeiros10 - Josifran Lins de Medeiros 2001
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
11 - Jocifran Lins de Medeiros
Reeleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005

7 – Tenente Laurentino
TENENTE LAURENTINO CRUZ
O Poder Executivo de TENENTE LAURENTINO CRUZ, criado pela Lei nº 6.450, DE 16 DE JULHO DE 1993 e foi instalao em 1º de janeiro de 1997, com a posse do primeiro prefeito constitucional, senhor AIRTON LAURENTINO JÚNIOR, eleito no pleito eleitoral realizado em 3 de outubro de 1996. O primeiro vice-prefeito foi a pessoa de MIGUEL FERREIRA DE SOUZA. A Lei municipal nº 286, de 31 de novembro de 1981, assinada pelo então prefeito do município de Florânia, padre Sinval Laurentino de Medeiros, criou o Distrito de Lurentino Cruz, cuja comunidade até o ano de 1977 não existia qualquer tipo de moradia. Naquele ano o Padre Sinval Laurentino decidiu fundar uma nova povoação dentro dos limites de seu município, começando com um intenso trabalho de construção de casas de alvenaria chamado Alto da Serra. A Portaria nº 075, datada de 27 de janeiro de 1981, assinada pelo então Secretario de Segurança Pública, Coronel.......... criou na Vila de Tenenete Laurentino uma subdelegacia de Polícia
PREFEITOS
1 –Airton Laurentino Júnior
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Manoel Ferreira de Souza
2 – Airton Laurentino Cruz
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
3 – Joarimar Tavares de Medeiros
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005

11 – MICRORREGIÃO DO SERIDÓ CENTRAL
1 – Caicó
A seguir, relação completa de todos os prefeitos de Caicó.
Convém acentuar que até 1889 )(OLEGÁRIO Vale), o Poder Executivo Municipal era exercido pelo Presidente da Câmara Municipal. Esse sistema foi substituido pelo de Intendente, que vigorou até Joel Damasceno (1921/1928, primeiro a adotar a denominação de Prefeito.
Eis a relação
COLÔNIA
1 – Capitão-Mor Cipriano Lopes Galvão – 1788 a 1814
2 – Alexandre Manoel de Medeiros – 1814 a 1816
3 – Joaquim Barbosa de Carvalho – 01/01/1817 a 31/12/1818
4 – Manoel de Medeiros Rocha – 01/01/1819 a 31/12/1823
MONARQUIA
1 – Bartolomeu Antonio dos Santos – 01/01/1824
2 – José Cosme Pereira – 1825 a 31/12/1828
3 – José Carlos de Brito – 01/01/1829
4 – Manoel Antônio Dantas Correia – 01/01/1830 a 31/12/1833
5 – Marcos de Araújo Pereira – 01/01/1834 a 31/12/1836
6 – Francisco Rezende de Carvalho – 01/01/1837 a 31/12/1839
7 – Cosme Damião Fernandes – 01/01/1840 a31/12/1843
8 – Joaquim Àlvares Bezerra – 01/01/1844 a 31/12/1847
9 – Joaquim José de Medeiros – 01/01/1848 a 1850
10 – Padre Francisco Justino PEREIRA DE Brito – 1850 a 31/12/1853
11 – Josué Àlvares de Farias – 01/01/1854 a 31/12/1857
12 – Manoel Basílio de Araújo – 01/01/1858 a 31/12/1860
13 – Manoel Cassiano de Araújo – 01/01/1861 a 1863
14 – José Bernardo de Medeiros – 1863 a 31/12/1864
15 – José Batista dos Santos Lula – 01/01/1865 a 31/12/1867
16 – Agidio Cosme de Brito – 01/01/1868 a 31/12/1870
18 – Agidio Cosme de Brito – 01/01/1871 a 31/12/1872 – Reeleito

17 – José Bernardo de Medeiros - 01/01/1973 a 31/12/1975
18 – Cristovão Vieira de Brito – 01/01/1876 a 31/12/1878
19 – Germano Pereira de Brito – 01/01/1879 a 31/12/1881
20 – Alferes Olegário Gonçalves de Medeiros Vale – 01/01/1882 a 31/12/1884
21 – Alferes Olegário Gonçalves de Medeiros Vale – 01/01/1884 a 31/12/1887 – reeleito
22 – Alferes Olegário Gonçalves de Medeiros Vale – 01/01/1888 a 17/12/1889 – trireeleito
REPÚBLICA
01 – Alferes Olegário de Medeiros Vale – Nomeado em 17 de dezembro de 1889, continuando exercendo de administrador do município de Caicó até 31 de dezembro de 1890, sendo o único caicoense a governar a sua terra natal em quatro períodos.
02 – Francisco Antônio de Medeiros, nomeado em 1º de janeiro de 1891, permanecendo até maio de 1891
3 – Termistocles de Medeiros Newton, nomeado em maio de 1891, permancendo no exercício de suas funções até 31 de dezembro de 1892
4 – José Odilon Fernandes, de 01/01/1893 a 31 de dezembro de 1895
5 – Francisco José Fernandes – 01/01/1896 a 31/12/1896
5 – Manuel Gonçalves de Medeiros Vale, eleito e empossado em 01/01/1897, governando a 1899
6 – Manuel Gonçalves de Medeiros Vale – 01/01/1900 a 31/01/1904 – reeleito
7 – Joaquim Martiniano Pereira – 01/01/1905 a 1915
9 – Gorgônio Ambrósio da Nóbrega – 1915 a 31/12/1916 – Vice presidente, assumiu o cargo tendo em vista a renúncia do titular.
10 – Celso Afonso Dantas – 01/01/1917 a 31/12/1919
11 – José Inácio Camboim – 01/01/1920 a 31/12/1923
12 – Joel Damasceno – 01/01/1924 a 31/12/1926
13 – Joel Damasceno – 01/01/1927 a 31/12/1928
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS
= EDUARDO GURGEL DE ARAÚJO
Eleito em 02/09/1928
Posse em 01/01/1929
PREFEITOS NOMEADOS
1 – Dinarte de Medeiros Mariz – 10/10/1930
2 – Joel Antonio Dantas – 01/04/1932
3 – Tenente Manoel Umbelino de Brito Guerra – outubro de 1933
4 – Virgilio Tomás de Souza – março de 1934
5 – Eduardo Gurgel de Araújo – novembro de 1935
6 – Clementino Camboim – janeiro de 1938
7 – Inácio de Medeiros Dias – abril de 1938
8 – Aldo Medeiros – julho de 1943
9 – José Gurgel de Araújo – janeiro de 1945
10 – Dr. Abílio Medeiros – abril de 1945
11 – Tenente PM Celso Pinheiro – outubro de 1945
12 – Manoel Vicente de Araújo – fevereiro de 1946
13 – José Torres de Araújo – março de 1946
14 – Francisco Medeiros – agosto de 1947 a abril de 1948
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS
1– Aldo Medeiros
Eleito em 21/01/1948
Posse em 16/04/1948
VICE – Salvino Santos
2 – Salvino Santos
Posse em 21/07/1951
3 – Dr. Ruy Mariz
Eleito em 07/12/1952
Posse em 31/03/1953
VICE –José Josias Fernandes
4 – JOSÉ JOSIAS FERNANDES
Posse em setembro de 1954
5 – José Benevolo Xavier
Posse em novembro de 1954
6 – Dr. Milton Aranha Marinho
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
VICE – Ademar Costa
7 – ADEMAR COSTA
Posse em março de 1961
8 – José Josias Fernandes
Eleito em 07/10/1962
Posse em 31/01/1963
VICE – Inácio Bezerra de Araújo
Posse em 26/09/1966
9 – Francisco de Assis Medeiros
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
10 – Manoel Torres de Araújo
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
11 – Dr. Irani Araújo
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Basílio Ginane Bezerra
dada costa
12 – Vivaldo Costa
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
13 – Manoel Torres de Araújo – 2ª vez
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
14 – Silvio Santos
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
15 – Vivaldo Silvino Costa
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Nilson Dias de Araújo
16 – Nilson Dias de Araújo
Assumiu no período de abril de 1998 até 31/12/2000
29/11/1999 – O JUIZ Henrique Baltazar Vilar dos Santos, da comarca de Caicó, determimnou o afastamento imediato do cargo de prefeito Nilson Dias. Aceitou a ação civil do Ministério Público pedindo a punição do prefeito, por desvio de recursos financeiros e de material de construção do programa de melhorias habitacionais. Com a acassação do prefeito, o presidente da Câmara Municipal, vereador Roberto Germano (PPB) da oposição assumiu o cargo de prefeito, empossado pelo presidente substituto Nilson Dantas
17 – Roberto Medeiros Germano
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
BIBI
18 – Rivaldo Costa
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005

2 – Ipueira
PREFEITOS
Interino
Constitucionais
1 –
Eleito em
Posse em
2 – José P. da Silva
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
3 – Enoque Ferreiras das Neves
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Francisco Feliz de MEDEIROS
4 – Anifrânio da Cunha Macedo
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
5 – Edgar Horácio de Medeiros
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
5 – Anifrânio da Cunha Macedo
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
6 – Edgar Horácio de Medeiros – 2ª vez
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Francisco Felix de Medeiros
7– Edgar Horácio de Medeiros – 3ª vez
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Francisco Felix de Medeiros
8 – maria concessa araújo macedo
Eleita em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005

Natural de Caicó, filha de Severino F. de Araújo e de Concessa C. de Araújo. Ela é casada com o ex-prefeito Anifranio da Cunha Macedo, e mãe de quatro filhos. Já havia assumido a s pastas da Secretaria Municipal de Saude, Educação e Ação Social.


O PODER EXECUTIVO DO MUNICÍPIO de Ipueira foi instalado em 14 de fevereiro de 1965, com a posse do primeiro administrador municipal, senhor,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,, nomeado pelo então governador Aluízio Alves

3 – Jardim de Piranhas
O Município de Jardim de Piranhas foi instalado em 1º de janeiro de 1949, que teve como primeiro prefeito o senhor Inácio Elpidio de Medeiros, nomeado pelo governador.
Zacarias J. de Medeiros
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
José Henrique de Araújo
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE - João Dantas da Silva
GAIBÊ MAIA
Eleita em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
Nivaldo Borges da Silva
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
Josidete Mara de Araújo Maia
Eleita em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
José Henrique de Araújo
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Carlos Antonio de Oliveira
Gaibê Maia
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
Antonio Soares de Araújo
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Jardim de Piranhas-RN, nascido a 5 de outubro de 1968, filho de Severino Soares de Brito Segundo e de Maria Mônica Soares. Casado com Jarlene Fernandes PEREIRA, PAI DE DOIS FILHOS
4 – São Fernando
Albenor Fernandes
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
Vital Galdino de Medeiros
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Manoel Garrido de Araújo
Elias Fernandes
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
Abenor Fernandes Júnior
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
Elias Fernandes – 2ª vez
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
Abenor Fernandes Júnior
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/10/1997
VICE – Milton Alves
Paulo Emídio de Medeiros
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
Paulo Emídio de Medeiros
Reeleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005


5 – Serra Negra do Norte
JOSÉ MARIA DE SOUZA LIMA
Helv Farias
Eleito em 5/1/1958
Clemente B de Farias 15/11/72
Divan Monteiro da Nobrega – 15/11/76
VICE – Victal da Silva
Francisco Costa Costa Bezerra
Dilvan Nonteiro da Nóbrega 15/11/88
Cicero Gomes de Faria - 92
Ruy Pereira dos Santos
3/10/96
RUI PEREIRA DOS SANTOS, natural de Campina Grande-PB, nascido em 1949, filho de José Peba Pereira dos Santos mas encontra-se no Rio Grande do Norte desde os sete anos de idade. É medico sanitarista, formado pela Universidade Federal dop Rio Grande do Norte . Funcionário do Ministério da Saúde e professor da Universidade Federal de Pernambuco . Foi membro e militante ativo do Partido Comunista Brasileiro. Orgulha-se ao afirmar que faz política desde menino quando residia na Casa do Estudante de Caicó. Nos anos 60 teve participação ativa no movimento estudantil e defendeu em praça pública as reformas de base pregadas pelo presidente da república João Goulart, deposto pelo golpe militar de 1964. Foi presidente da União Estudantil Caicoense e da Associação Universitária de Caicó. Fundador do MDB, participou de todos os movimentos contrátios a ditadura militar. Pelo PMDB foi vereador e prefeito de Serra Negra do Norte. Em 3 de outubro de 1996 elegeu-se prefeito, que teve como companheiro de administração Júlio Neto. Em 1º de outubro de 2000 disputou à releição, porém, foi derrotado pelo ex-prefeito Dilvan Monteiro da NOBREGA, por apenas sete votos. Ele obteve 2695 votos, enquanto, seu opositor obteve 2702 sufrágios. Em 9 de novembro de 2003, Ruy pereira disputou as eleições complementar para os cargos de prefeito e vice-prefeito de Serra Negra do Norte, disputandou com Aluízio Farias (PP). Ruy Pereira (PT) foi o vitorioso. Essa eleição ocorreu depois que a população do município recorreu ao Ministério Público para que as eleições de 1º de outubro de 2000 fossem anuladas, acusando por abuso de poder econômico, Dilvan Monteiro da Nóbrega, e seu vice, Clementino Bezerra de Faria, da coligação PFL/PP. No antigo MDB, Ruy Pereira lutou contra a ditadura imposta pelos generais. No Partido dos Trabalhadores luta com todas as suas forças contra o neoliberal imposto pelo ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso. Em 2000 foi candidato ao governo do Estado do Rio Grande do Norte, pela legenda do PT. Exerceu a pasta estadual da secretaria de Saúde, nomeado pela governadora Wilma de Faria.
Clementino Bezerra de Faria

VICE – Julio Neto
Divan Monteiro da Nobrega 1/10/2000
VICE - Clementino Bezerra de Faria
Em 9 de novembro de 2003 ocorreu as eleições complementar para os cargos de prefeito e vice-prefeito de Serra Negra do Norte. Disputaram os candidatos Aluízio Farias (PP) e Ruy Pereira (PT). Essa eleição ocorreu depois que a população do município recorreu ao Ministério Público para que as eleições de 1º de outubro de 2000 fossem anuladas, acusando por abuso de poder econômico, Dilvan Monteiro da Nóbrega, e seu vice, Clementino Bezerra de Faria, da coligação PFL/PP.
O vencedor foi Rui Pereiara que exerceu um mandato tampão, até 1º de janeiro de 2005
Rogério Bezerra Mariz
Eleito em 3/10/2004
Natural de Serra Negra do Norte, a 3 de junho de 1961, filho de Geraldo Faria Mariz e de Paulina Bezerra de Faria, engenheiro de segurança do trabalho, formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Casado com Ana Hilda Câmara Mariz, e pai de dois filhos. Ingressou na política em 1982, quando em 15 de novembro daquele ano elegeu-se vereador. Em 3 de outubro de 2004 elegeu-se prefeito de sua terra natal, derroatando Aluízio Faria (PP). Ele obeteve 2806 votos, contra 2321, com uma maioria de 485 sufrágios

6 – São João do Sabugi
Prefeitos
1 - Gorgônio Artur da Nobrega –
2 – Antonio Quintino
Eleito em 07/12/1953
Posse em 31/03/1953
3 – Antonio Quintino
4 – Severino de Assis Dantas
5 – Amauri Dantas Gurgel
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
6 -
Eleito em 07/10/1962
Posse em 31/03/1963
7 – Dário de Araújo Gorgonho
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
8 – Jonas Alencar de Medeiros
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Eunice de Assis Medeiros Fonseca
9 – Dário de Araújo Gorgonho – 2º mandato
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
10 – Anibal Pereira de Araújo
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
11 – Dário de Araújo Gorgônho – 3º mandato
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
VICE –
12 - Anibal Pereira de Araújo – 2º mandato
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Francisco de Araújo Figueiredo
13 - Anibal Pereira de Araújo – 2º mandato
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Francisco de Araújo Figueiredo
14 – Elisio Brito de Medeiros Galvão
Eleito em 03/810/2004


7 – Timbauba dos Batistas
Foi instalado em 1º de janeiro de 1964, com a posse do primeiro prefeito, senhor Hisbelo Batista de Araújo, nomeado pelo governador Aluízio Alves
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS
1 –
Eleito em
Posse em
2 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
3 –
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
4 – José Damasceno Batista
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Erasmos Pereira de Araújo
5 – Dinaldo Batista
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
6 – Ari Torres Clemente
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
7 – Divaldo Batista de Araújo – 2º mandato
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
8 – José Nazareno Batista
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – José Anchieta de Araújo
9 – José Nazareno Batista
REELEITO EM 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Ivanildo Araújo de Albuquerque Filho
10 – IVANILDO ARAÚJO DE ALBUQUERQUE FILHO
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005.


12 – MICRORREGIÃO DO SERIDÓ ORIENTAL
1 – Acari
Francisco Serafico Dantas
Eleito em 5/1/58
VICE – Gutemberg Pereira de Brito
Silvino Bezerra Filho 76
VICE – Onessimo da Silva
José Bráz 82
José Fernandes Neto 88
Juarez Bezerra de Medeiros 88
Maria Salésia Fernandes 96
VICE – Paulo Francinete Bezerra
Eduardo Bezerra Fernandes 2000

Ju\rez Bezerra de Medeiros 2004
2 – Carnauba dos Dantas
1 – Antonio Franco de Araújo – nomeado
2 –
3 –
4 – Paulo Medeiros – 72
5 – Valdemar Candido de Medeiros 76
VICE – João Candido Neto
6 – Paulo Medeiros 82
7 –
8 – Valdemar Euclides de Araújo 92
9 – Paulo Medeiros – 3ª vez
03/10/1996
VICE – Manoel Lázaro Dantas
10 – Pantaleão Estevam de Medeiros 2000
11 – Alexandre Dantas de Medeiros
Eleito em 03/10/2004
Natural de Carnaúbas dos Dantas, nascido a 1º de dezembro de 1960, filho de Aristóteles Estevam de Medeiros e de Francisca NEUSA Dantas de Medeiros, casado com Rosana Daguia Dantas de Medeiros.
Dr Pedro E. de Góis 72
Sinval Azevedo 76
VICE – Francisco Inácio de Medeiros
Manuel Maurício de Medeiros 82
Geraldo Alves da Silva 88
Manuel Maurício de Medeiros – 2ª ves – 92
Geraldo Alves da Silva – 2ª vez 96
VICE – Maria das Dores Macena
Geraldo Alves da Silva – 3ª vez
Reeleito em 01/10/2000
José Sally de Araújo
Eleito em 03/10/2005
Natural de Cruzeta, nascido a 6 de novembro de 1963, filho de Sebastião de Araújo Filho e de Nazaré Góes de Araújo, casado com Edilene Praxedes e tem três filhos
3 – Cruzeta
4 – Currais Novos

CURRAIS NOVOS
PREFEITOS DE CURRAIS NOVOS
QUINTINHO GALVÃO – 06/02/1981
VICENTE PEREIRA DE ARAÚJO

ANTONIO RAFAEL VASCONCELOS GALVÃO 1905 – 1906
MOISES DE OLIVEIRA GALVÃO – 1904 1906
JOÃO ALFREDO PERES GALVÃO -1922/1922
1 – CORONEL JOSÉ BEZERRA – 1892/
2 – CÂNDIDO DE OLIVEIRA MENDES 1892
3 – CÂNDIDO DE OLIVEIRA MENDES – 1896 – reeleito
4 – JOÃO ALFREDO PIRES GALVÃO – 1904
5 – MOISES DE OLIVEIRA GALVÃO – 1904
6 – ANTONIO RAFAEL DE OLIVEIRA VASCONCELOS – 1905
7 – CORONEL JOSÉ BEZERRA – 1914
8 – JOÃO ALFREDO PIRES GALVÃO – 1922
9 - ANTONIO RAFAEL PIRES VASCONCELOS GALVÃO – 1926

PRIMEIRO PREFEITO CONSTITUCIONAL
10 – QUINTINO GALVÃO
Eleito em 02/09/1928
Posse em 0101/1929
PREFEITOS NOMEADOS
11 – Dr. Mariano Costa – 1930
10/10/1930
PREFEITOS CONSTITUCIONAIS

01 - DR. SÍLVIO BEZERRA DE MELO
Eleito em 21/03/1948
Posse em 16/04/1948
Nasceu em Currais Novos em 13 de novembro de 1908, filho de Tomaz Salustino Gomes de Melo e Tereza Bezerra Salustino. Estatura alta, pele clara, olhos brilhantes, temperamento forte, ora risonho, ora trancado, recolhido, amante da natureza perfeccionista, seguro nas afirmações, político conservador, gostava de seresta e era admirador das artes.Espírito robusto e coração caridoso, bondoso e alegre, chegado a piadas e anedotas. Contemplativo e observador, inteligência brilhante e memória aguçada. Zeloso pelo civismo e pelos bons hábitos. Depressivo o que lhe causou a morte.
Morreu em Belo Horizonte no dia da árvore em 21 de setembro de 1977, onde está sepultado.Fez seus primeiros estudos no grupo escolar “Capitão Mor Galvão” formou-se em engenheiro pela Escola de Agronomia de Belo Horizonte em 1929. Casou-se em 14 de novembro de 1932 em Belo Horizonte com Débora Moreira de Abreu e tiveram 5 filhos, Mariliene, Marílis, Márcia, Reno e Valter.
Foi o 1º Prefeito Constitucional de Currais Novos no período de 1º de janeiro de 1948 a 31 de dezembro de 1953, tendo sido candidato único, decisão da população curraisnovense.Contribuiu na construção das capelas “Santa Maria Gorete” e “Jesus Menino” das Filhas do Amor Divino, oferecendo-lhes também orientação técnica e outros recursos. Ao assumir a Prefeitura de Currais Novos fez uma reestruturação geral nos vencimentos dos funcionários municipais onde concedeu abobo de natal, este foi um de seus primeiros atos.Concluiu os serviços da Pça “Cristo Rei”.
Canalizou as águas das diversas ruas, dotando-as de eficiente serviço de esgoto e nivelamento, arborizando-as e iluminando-as. Iniciou e concluiu os serviços de calçamento da Av. “Cel. José Bezerra”, sendo, na época, a mais importante via da cidade, como também a rua “João Pessoa”, rua Dr. “José Borges” hoje “Lula Gomes”. Reorganizou por completo a Banda Musical.Construiu toda a rede elétrica da cidade. Fez levantamento topográfico da cidade, com engenheiros e arquitetos mineiros.
Instalou luz elétrica para Lagoa Nova e construiu o mercado público.Colaborador na construção do Aero Clube de Currais Novos e tornou-se sócio fundador do Clube de Caça e Pesca do Seridó. Construiu o Parque de Vaquejada.Sua batalha foi incansável para que Currais Novos ganhasse um núcleo avançado da nossa universidade, instalando-se o curso de Engenharia de Minas, ainda no campo da educação quando prefeito, construiu diversas escolas rurais e patrocinou um desfile cívico com todos os alunos.
02 –
Eleito em 07/12/1952
Posse em 31/03/1953
03 – Neófito Pinheiro Galvão
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
VICE – Raimundo Pereira Araújo
04 –
Eleito em 07/12/1962
Posse em 31/03/1963
05 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
06 – Ademar B. Barreto
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
07 – Geraldo Gomes de Oliveira
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/801/1977
VICE – Mariano Guimarães
08 – José Dantas
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
09 – Mozart Dias de Almeida
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
10 – Gilberto de Barros Lins
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993

11 – Geraldo Gomes de Oliveira – 2ª vez
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Ezequiel Galvão Ferreira de Souza
12 Geraldo Gomes de Oliveira – 3ª vez
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
13 – José Marciolino de Barros Lins Neto
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Currais Novos-RN, filho do ex-prefeito Gilberto Lins

5 – Equador
6 – Jardim do Seridó
Criado pela Lei Provincial nº 407, de 1º de setembro de 1858 e INSTALADO EM 4 de julho de 1859.
INTENDENTES

Filinto Elisio de Oliveira Azevedo – 01/01/1905
Heráclito Pires Fernandes – 1917
01/01/1927
LAURENTINO BEZERRA NETO
PREFEITOS
Eleito em 05/01/1958
Posse em 31/03/1958
VICE – Manuel Moisés de Medeiros
02 – Manoel Paulino Sobrinho Filho
Eleito em 07/12/1962
Posse em 31/03/1963
03 - Manoel Paulinho Sobrinho Filho, natural de Jardim do Seridó, nascido a 29 de Novembro de 1918, filho de Manoel Paulinho dos Santos e de Luzia Leopoldina dos Santos. Governou sua terra natal em quatro mandatos, eleito nos anos de 1962, 1972, 1982 e 1992;
03 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
04 – Manoel Paulino Sobrinho Filho
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
05 – Edson da Cunha Medeiros
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Flavio Medeiros
06 – Manoel Paulino Sobrinho Filho
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
6 – Maria José Lima de MEDEIROS
Eleita em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
7 – Manoel Paulino Sobrinho Filho – 4ª vez
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
7 – Maria José Lima de Medeiros
Eleita em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – José Anchieta Rodrigues de Moura
8 – Patrício Medeiros Sobrinho
Eleito em 01/10/2004
Posse em 01/01/2005
9 – Edimar Medeiros Dantas
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
7 – Ouro Branco
OURO BRANCO
O distrito de Ouro Branco, desde 11 de outubro de 1934, através do Decreto nº 11/34, foi Criado pela Lei nº 907, de 21 de novembro de 1953 e instalado em.....
VICENTE CRUZ, nascido numa família de agricultores DE 29 IRMÃOS E VIVEUS COM OS PAIS Antonio Ferreira da Cruz e Amélia Leopoldina da Cruz, até 1932, ano em que se mudou para Poço Branco e se instalou na rua da entrada da cidade, montando uma casinha de taipa e uma pequena bodega para vender cachaça. Era um homem inteligente e afiavel. Rapidamente conquistou freguesia e enriqueceu, apesar de ter vendido muito fiado e às vezes não ter recebido o pagamento. Outros contratempos chegaram a atrapalhar sua caminhada. Em 1954 ele perdeu tudo num incêndio. Porém, quatro anos depois já estava comercialmente refeito para conquistar a prefeitura. Com a fortuna que acumulou comprou uma fazenda de aproximadamente 2 mil hectares. A terra foi repartida em várias pequenas propriedades que seu Vicente cedia para os pobres plantarem algodão. Emprestava a terra de graça, sem cobrar um tostão de arrendamento ou aluguel. E mais, quem não tinha dinheiro para financiar a lavoura, pegava emprestado com ele. No inverno Vicente cedia a terra, dava a comida e o crédito para a plantação. No verão comprava toda a produção dos agricultores, deduzia o que havia emprestado e pagava o excedente que o povo acabaça lhe devolvendo em comptas no armazém. Foi assim que criou um sistema econômico que terminou por promove-lo quase à categorua de banco. Chegou a um ponto que praticamenete todos da cidade lhe deviam algum dinheiro. O algodão que ele comprava aos mais pobres era todo exportado para a cidade vizinha, João Câmara. O dinheiro da venda era trazido em sacos grandes e guardado dentro de casa, para depois ser reaplicado. As pedras da construção da barragem de Poço Branco foram cedidas por Vicente Cruz.
Poço Branco em 1960 foi transferida de lugar por causa da construção da barragem que inundou seu traçado geográfico original. Em 26 de julho de 1963 conquistou sua independência política, desmembrando-se do município de Ta´pu. Foi instalado em ;;;;;;;, que teve como primeiro prefeito o senhor VICENTE CRUZ, nascido em 1910.
PREFEITOS DE POÇO BRANCO
Interino
- Vicente Cruz
Constitucionais:
1
Eleito em
Posse em
2 –
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
3 – Manoel N. do Nascimento
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
4 - Francisco Lucena de Araújo Filho
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – João Bento de Medeiros
5 – Manoel J. de Freitas
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
6 – Francisco Lucena de Araújo Filho
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
7 - José de Arimateia Sobrinho
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
8 – José Batista de Lucena
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
José Batista de Lucena, conhecido popularmente por “ZÉ BRAÇO”, natural de Ouro Branco-RN, nascido a 3 de janeiro de 1955, filho do casal Francisco José de Araújo e Josefa Francisca de Lucena, nasceu no Sítio Lages, município de Ouro Branco-RN. 10º filho de uma família de 10 filhos. Além do sítio onde nasceu, Zé Braço morou no sítio São Nicolau, município de Caicó-RN, como também nos sitíos: Urubu, Caraúbas e volta para Ouro Branco, onde trabalhou como agricultor e depois como vaqueiro. Estudou na Escola Municipal Professor José Libânio, no sítio Timbaúba, no entanto foi na Escola Estadual Manoel Correia onde concluiu o 1º grau menor, antigo curso primário. Como a maioria dos nordestinos da época, Zé Braço partiu para Brasília-DF, a fim de conseguir um trabalho que lhe proporcionasse melhores condições de vida, uma vez que era jovem e pretendia casar-se e constituir. Em Brasília, trabalhou primeiramente como servente de pedreiro, logo após como vigilante bancário e em seguida passou a ser motorista. Foi em Brasília que ele deu continuidade aos seus estudos, cursando o 1º grau maior, curso ginasial, no colégio Maria Auxiliadora, onde também cursou o 2º grau. Residiu em Brasília até 1984, quando a saudade dos familiares, da namorada e da terra natal o traria de volta para o convívio com os seus. Em 1985 casou-se com Luzia Dantas de Araújo Lucena que lhe deu três filhos: Débora Taíse de Araújo Lucena, Daércio Adam de Araújo Lucena e a pequenina Dâmares Dantas de Araújo Lucena. Por influência do seu sogro, Sebastião Antônio de Araújo, ex-vereador, já falecido, Zé Braço ingressou na política no ano de 1988, quando em 15 de novembro, sua primeira campanha foi eleito vereador pelo PL(Partido Liberal), tomando posse na Câmara Municipal de sua terral no dia 1º de janeiro de 1989. Na Campanha seguinte, realizada em 3 de outubro de 1993, foi reeleito, desta vez pelo PMDB(Partido do Movimento Democrático Brasileiro). E, como ninguém foge do seu destino, em 3 de outubro de 1996, Zé Braço, torna-se prefeito de Ouro Branco eleito desta vez pelo PPB(Partido Progressista Brasileiro), que tomou posse em 1º de janeiro de 1997, juntamente com seu vice-prefeito, senhor José de Souza Oliveira. Em 1º de outubro de 2000, João Batista Lucena foi reeleito, derrotando seu opositor com uma expressiva maioria de 1400 votos, ou seja, ele obteve 2.339 votos, contra 939 da candidata do PSDB, Severina Ivã de Azevedo Lucena pelo qual foi reempossado em 1º de janeiro de 2001 e, prefeito pela segunda vez consecutiva, fato inédito na história do município, onde pretende realizou um mandato de paz e respeito, bem como continuar a ser merecedor do carinho e do respeito de todos ourobranquenses. Muito trabalho realizado em sua primeira gestão que, continuou na segunda administração, terminada em 1º de janeiro de 2005, quando passou o cargo para seu substituto legal, comerciante Nilton Medeiros (20/4/1961). Para o político Zé Braço suas maiores conquistas foram à eletrificação rural e a construção de um conjunto habitacional. No entanto, sua luta incansável não para por aí, muitas batalhas serão travadas na busca de dias melhores para os seus munícipes, pois o sonho de ver Ouro Branco cada vez melhor, ainda não acabou e ele pretende até o final de sua gestão trazer para o seu povo melhores condições de vida, mais educação, mais saúde, mais habitação, saneamento básico, pavimentação de ruas e programas que gerem emprego e renda. E seu maior sonho já foi realizado que foi a construção do açude Esguicho. Em fim, este homem que lhe foi apresentado merece ser reconhecido por todos, pois sua vida, a sua história deve servir de referência não apenas para seus familiares, mas para todo ser humano, cidadão ou cidadã que acredita que com fé em Deus e força de vontade se consegue chegar a onde se quer. É um homem de fé, de fibra, que como um bom nordestino sempre teve muitos sonhos e não só apenas sonhou, como lutou para realizá-los POR SEIMA LUCENA

VICE – José de Souza Oliveira
9 – João Batista de Lucena
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
10 – Nilton Medeiros
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Natural de Ouro Branco-RN, nascido a 20 de abril de 1961, filho de Nestor Arsênio de Medeiros e Maria Sergia de Medeiros. É casado com Ruzinete de Oliveira da Silva, e pai de duas filhas.

8 – Parelhas
Ageu de Castro - 1933
9 – Santana do Seridó
Em 1963 Santana foi desmembrada do Município de Jardim do Seridó por interesses políticos da época. Santana ficou sendo comandada pelo Prefeito interino Sr. Ozires Borges Vilar, houve candidatos os senhores Seráfico José Batista e Sebastião Justino de Medeiros.

PREFEITOS DE SANTANA DO SERIDÓ
Interino
Ozires Borges Vilar
Em 1963
CONSTITUCIONAIS
1 – Seráfico José Batista
Eleito em 01/12/1963
Posse em 31/01/1964
VICE – Moises Satiro da Silva
2 Moisés Sátiro da Silva
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/01/1969
VICE - Gastão Matias Pereira
3 – José Gastel Pereira
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/01/1973
VICE – José Batista Ferreira
4 – José Edson Monteiro
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/01/1977
VICE – Ivo Ibiapino de Souza
5 – Gastão MARIZ Pereira
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/01/1983
VICE – Tarcisio Medeiros da Silva
6 –Hudson Pereira de Brito
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
VICE – Ivo Ibiapino de Souza
7 - Gastão Matias Pereira – 2º mandato
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
VICE – Laércio Justino de oliveura
8 – Hudson Pereira de Brito
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Francisco Bezerra da Luz
9 – Hudson Pereira de Brito
Reeleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
VICE – Gastão Matias Pereira
10 – Iranildo Pereira de Azevedo
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
VICE – GASTÃO Matias Pereira


SÃO JOÃO DO SABUBI
1 – JOSÉ MARIA DE SOUZA LIMA
10 – São José do Seridó
São José do Seridó
2793, de 11/05/1962Em 26 de maio de 1962, o vereador MOIZÉS SÁTIRO DA SILVA, apresentou o projeto de lei, pedindo que fosse desmembrado a área de 186 Km² para o município de SÃO JOSÉ DO SERIDÓ - RN, na época governava Jardim do Seridó, o Sr. Prefeito municipal JOAQUIM ALVES DA SILVA, iniciando a criação do município de São José do Seridó -RN. A lei foi homologada pela Assembléia Legislativa em 26 de março de 1963 , Lei nº 2.841 e publicada no Diário Oficial do Estado em 26 de março de 1963. Em 03 de abril de 1963, o SR. JOÃO RAIMUNDO PEREIRA foi nomeado prefeito interino de SÃO JOSÉ DO SERIDÓ - RN, pelo o Exmo. Sr: Dr. ALUIZO ALVES, Governador do estado, por decreto de 03 de abril de 1963 e publicado no Diário Oficial nº 205 de 04 de abril de 1963, cuja posse ocorreu no dia 7 de abril, na Escola Estadual JESUÍNO AZEVEDO, desta cidade, sob a presidência do sr". Juiz de Direito, da comarca de JARDIM DO SERIDÓ, Dr. MANOEL ARAÚJO SILVA, declarou empossado o prefeito o Sr. JOÃO RAIMUNDO PEREIRA. Autoridades presentes: DR. MANOEL DE MEDEIROS BRITO, Deputado Estadual, ARNALDO CAVALCANTE DE ALBUQUERQUE, agente de estatística, o Sr. Prefeito de Jardim do Seridó-RN, JOAQUIM ALVES DA SILVA e demais pessoas de nossa cidade. O prefeito recém empossado , usando da palavra declarou a todos presentes, que estava instalado o município de São José do Seridó- RN. O Sr. MANOEL DE MEDEIROS BRITO, parabenizou o novo prefeito, e o povo pelo brilhante acontecimento. E com muita euforia pelo dever cumprido foi encerrada sessão.


PREFEITOS
Interino
João Raimundo Pereira
Nomeado em 03/04/1963
Posse em 04/04/1963
Constitucionais
1 –
Eleito em
Posse em
2 – JOÃO BOSCO DA COSTA- 1ª vez
Eleito em 15/11/1968
Posse em 31/1/1969
3 – JOÃO LÁZARO DANTAS – 1ª vez
Eleito em 15/11/1972
Posse em 31/1/1973
3 – JOÃO BOSCO DA COSTA – 2ª vez
Eleito em 15/11/1976
Posse em 31/1/1977
4 - JOÃO LÁZARO DANTAS – 2ª vez
Eleito em 15/11/1982
Posse em 31/1/1983
VICE – MANOEL SABINO FILHO
5 – JOÃO BOSCO DA COSTA – 3ª vez
Eleito em 15/11/1988
Posse em 01/01/1989
6 - JOÃO LÁZARO DANTAS – 3ª vez
Eleito em 03/10/1992
Posse em 01/01/1993
7 – JOÃO BOSCO DA COSTA – 4ª vez
Eleito em 03/10/1996
Posse em 01/01/1997
VICE – Valderi Queiroz Xavier
8 – JOÃO BOSCO DA COSTA – 5ª vez
Eleito em 01/10/2000
Posse em 01/01/2001
9 – JOÃO LÁZARO DANTAS – 4ª vez
Eleito em 03/10/2004
Posse em 01/01/2005
Prefeito de São José do Seridó pela quarta vez. Em 15 de novembro de 1972 foi eleito pela primeira vez. Dez anos depois, ou seja, em 15/11/1982, conquistou sua segunda vitória. Uma década depois obteve sua terceira vitória e em 3 de outubro de 2004 pela quarta vez prefeito. Se for reeleito em 2008 igualará com João Bosco, com cinco mandatos, caso contrário, João Bosco se tornará o único potiguar com seis mandatos de prefeito. Natural de Caicó-RN, nascido a 15 de dezembro de 1946, filho de Antonio C. Dantas e de Celina Costa Dantas. Casado com Albaniza Medeiros Dantas, e pai de sete filhos.
JOÃO BOSCO DA COSTA, natural de São José do Seridó-RN, filho de Raimundo Silvino da Costa e de Francisca dos Anjos Costa, irmão do ex-governador Vivaldo Silvino da Costa (01/11/1939), eleito pela primeira vez prefeito de sua terra natal em 15 de novembro de 1968 e reelegendo-se nos seguintes pleitos municipais: 15 de novembro de 1976, juntamente com seu companheiro de chapa a pessoa de Manoel Sabino Filho; 15 de novembro de 1988; 3 de outubro de 1996, que teve como vice o senhor Valderi Queiroz Xavier; e reeleito em 01 de outubro de 2000, totalizando assim cinco mandatos de prefeito e no próximo dia 5 de outubro de 2008 seu Bosco Costa poderá se tornar o único potiguar possuidor de seis mandatos de prefeito, tendo em vista que ele poderá ser candidato a prefeito em São José do Seridó na próxima eleição. Em 6 de outubro de 2007 ele concedeu uma entrevista ao repórter da Rádio Seridó AM dizendo o seguinte ”Se for o desejo do povo e do meu partido encarei mais uma luta em favor de São José do Seridó e de seu povo”.

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES  NEWS
CRIADO EM 28 DE DEZEMBRO DE 2008, PELO SPM JOTA MARIA, COM A COLABORAÇÃO DE JOTAEMESHON WHAKYSHON, JULLYETTH BEZERRA E JOTA JÚNIOR. COM 20 BLOGS, 1780 LINKS,UM ORKUT, UM TWITTER, UM MSN, UM YOUTUBE E UMA PÁGINA MUSICAL, TOTALIZANDO 1806 ENDEREÇOS ELETRÔNICOS NA WEB

STPM JOTA MARIA

STPM JOTA MARIA
HONESTIDADE, HUMILDADE E SINCERIDADE

Quem sou eu

Minha foto
É o blog da cultura, política, economia, história e de muitas curiosidades regionais, nacionais e mundiais. Pesquisamos, selecionamos, organizamos e mostramos para você, fique atenado no Oeste News, aqui é cultura! SÃO 118 LINKS: SEU MUNICÍPIO - histórico dos 167 municípios potiguares; CONHECENDO O OESTE, MOSSORÓ, APODI - tudo sobre o município de Apodi, com fatos inéditos; MOSSORÓ - conheça a história de minha querida e amada cidade de Mossoró; SOU MOSSOROENSE DE NASCIMENTO e APODIENSE DE CORAÇÃO; JOTAEMESHON WHAKYSHON - curiosidades e assuntos diversos; JULLYETTH BEZERRA - FATOS SOCIAIS, contendo os aniversariantes do mês;JOTA JÚNIOR,contendo todos os governadores do Estado do Rio Grande do Norte, desde 1597 a 2009; CULTURA, POLICIAIS MILITARES, PM-RN, TÚNEL DO TEMPO, REGISTRO E ACONTECIMENTO - principais notícias do mês; MILITARISMO. OUTROS ASSUNTOS, COMO: BIOGRAFIA, ESPORTE, GENEALOGIA, CURIOSIDADES VOCÊ INTERNAUTA ENCONTRARÁ NO BLOG "WEST NEWS", SITE - JOTAMARIA.BLOGSPOT.COM OESTE NEWS - fundado a XXVII - II - MMIX - OESTENEWS.BLOGSPOT.COM - aqui você encontrará tudo (quase) referente a nossa querida e amada terra potiguar. CONFIRA...